31 Julho 2019      13:20

Está aqui

A patanisca já tem festival no litoral alentejano

Diga-se o que se disser, é difícil definir o local de onde nasceram as célebres pataniscas, de bacalhau, pois claro. A literatura gastronómica coloca-as habitualmente a nascer em Lisboa e a chegar a sítios tão remotos quanto o interior do Brasil, o que não surpreende porque os portugueses foram e vão a todo o lado e muitos, por lá se deixam ficar.

Mas a criatividade alentejana tem enriquecido o prato tradicional feito com lascas fritas de bacalhau, passadas numa massa líquida de farinha (polme) e temperadas com salsa e cebola, por isso não é surpreendente que hoje sejam feitas com outros peixes, marisco, polvo e até vegetarianas.

O que é certo é que são boas com arroz malandrinho, de berbigão ou lingueirão, arroz de tomate ou feijão vermelho, como também com legumes verdes, cozidos, ou ligeiramente salteados com alho.

Os sabores da Patanisca estão em destaque na vila do Cercal do Alentejo, concelho de Santiago do Cacém, nos dias 2 e 3 de agosto, num festival gastronómico que é um hino ao prato tradicional nacional.

Para Jaime Cáceres, Vereador da Cultura da Câmara Municipal, o festival surge "do projeto político que a Câmara Municipal tem neste mandato para o Cercal do Alentejo, em criar algo à volta da gastronomia e que dissesse alguma coisa às pessoas da Freguesia. A patanisca faz parte da gastronomia local e nós lançámos o desafio à Junta de Freguesia e ao Movimento Associativo, integrando o mesmo na animação de verão promovida pela Câmara Municipal, com um grande concerto à semelhança do que aconteceu o ano passado”.

A animação, no Largo dos Caeiros, está a cargo Jorge Nice, na sexta-feira dia 2 de agosto, às 22h00, e do DJ LC. No sábado dia 3 de agosto, o cabeça de cartaz é Virgul a atuar pelas 22h00, seguido do DJ Mikas.

 

Imagem de capa de e-konomista.pt

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.