17 Maio 2020      12:49

Está aqui

O Tribuna Alentejo errou

Faleceu o embaixador José Cutileiro, irmão de João Cutileiro, artista plástico e nome máximo da escultura portuguesa.

Errada e lamentavelmente, o Tribuna Alentejo cometeu um equívoco e trocou os nomes dos dois irmãos, facto pelo qual pedimos as mais sinceras e honestas desculpas aos leitores, mas sobretudo à família, a quem prestamos também as nossas condolências.

José Cutileiro, nasceu em Évora, em 1934, e era filho de pai médico e família republicana e oposicionista à ditadura e de mãe católica conservadora e apoiante do regime de Salazar.

Viveu em diversos países europeus, da Ásia e do Médio Oriente e foi um dos nomes fortes da negociação de adesão de Portugal à então CEE - Comunidade Económica Europeia.

Em 1987, durante um Governo de Aníbal Cavaco Silva, José Cutileiro assumiu o cargo de diretor-geral dos Negócios Político-Económicos e negociou com os Estados Unidos da América os termos da utilização da Base das Lajes, nos Açores.

A nível internacional, José Cutileiro integrou ainda a equipa de coordenação da Conferência de Paz para a Jugoslávia, em 1992, além de diversos outros cargos, como o de Embaixador português em Pretória, na África do Sul e foi também secretário-geral da União da Europa Ocidental (UEO).

Foi também cronista e escritor, tendo merecido também grande destaque nestas áreas como cronista do “Expresso” e tendo vencido também alguns galardões de relevo da Literatura nacional.

O diplomata, faleceu, hoje em Bruxelas, aos 85 anos.

 

Imagem de observador.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.