14 Julho 2016      12:28

Está aqui

NEWTONIANOS VERSUS REFRATORES

"UM OLHAR SOBRE A CIÊNCIA"

A propósito da minha participação, no passado dia 4 de Junho de 2016, no AstroCoruche, resolvi escrever um pequeno artigo sobre telescópios e o poder ampliador dos telescópios (próximo artigo).

A invenção do telescópio é associada a um fabricante de lentes do século XVI, de nome Lippershey. A sua aplicabilidade à ciência deve-se a Galileu, quando o usou na observação de Júpiter (e suas luas), ao Sol, …!

Galileu criou diversas versões de telescópios mas todos refractores. A criação do telescópio reflector, deve-se a Newton.

Um telescópio refractor é constituído por uma lente convergente, que se encontra no extremo de um tubo e que se denomina objectiva; contém uma outra lente, também convergente, geralmente mais pequena, situada no extremo oposto à objectiva. Esta lente é chamada de ocular, visto ser nela que se encosta o olho.

Os raios luminosos dos objectos que se estão a observar chegam paralelos à objectiva e concentram-se num ponto óptico chamado de foco. A distância do foco ao centro da lente denomina-se por distância focal.

Imagem obtida da internet

Um telescópio desta natureza apresenta como vantagens a nitidez e características das Imagens e de ser um tubo fechado (as imagens são menos afectadas pela turbulência atmosférica). Por outro lado, as desvantagens principais são a aberração cromática (que explicarei num outro artigo), o custo elevado e as dimensões do tubo que são uma função da distância focal da objectiva.

O telescópio reflector funciona de forma análoga ao telescópio refractor, embora a lente convergente do telescópio refractor é agora, neste telescópio, substituída por um espelho côncavo, evitando desta forma as aberrações cromáticas. O funcionamento deste telescópio é muito simples: os raios luminosos dos objectos que se estão a observar, tal como no telescópio refractor, chegam paralelos à objectiva (espelho maior ou principal) e concentram-se num ponto óptico chamado de foco. A distância do foco ao centro da lente denomina-se por distância focal. A ocular é uma pequena lente convergente, que amplia a imagem. Neste telescópio ainda existe um segundo espelho (secundário), cuja função é desviar os raios luminosos provenientes do espelho primário (objectiva), para a respectiva ocular.

Imagem obtida da internet

Um telescópio deste tipo apresenta como vantagens o baixo preço e a portabilidade (fáceis de Transportar), no entanto, como desvantagens, uma qualidade de imagem inferior aos refractores, a obstrução causada pelo espelho secundário e a aluminização periódica dos espelhos.

Créditos da imagem aqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.