18 Outubro 2016      09:18

Está aqui

NÃO HÁ COELHOS PARA CAÇA NO BAIXO ALENTEJO

Numa peça assinada por Roberto Dores para o DN, caçadores dizem estar a assistir à extinção da lebre que está a ser dizimada desde 2012 pela febre hemorrágica e defendem mesmo a proibição da caça nas zonas mais afetadas.

O caso é tão grave que os caçadores fundaram o Movimento Caçadores Mais Caça e têm reivindicado junto do Ministério da Agricultura medidas urgentes para resolver o problema.

A doença que afeta os coelhos bravos é conhecida há 15 anos e começou por afetar o sul de Espanha, tendo-se espalhado pelo Baixo Alentejo, atingindo primeiro coelhos adultos, mas e numa mutação posterior, os mais jovens.

Eduardo Biscaia, Presidente da Federação Portuguesa de Caçadores e Proprietários adiantou ao DN que há poucos coelhos imunes ao vírus mas que se a caça não for suspendida estes serão mortos, o que pode levar ao extermínio da espécie.

Imagem de capa de refoias.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.