18 Julho 2016      12:02

Está aqui

MONSARAZ TEM UM CENTRO INTERATIVO DA HISTÓRIA JUDAICA

A celebrar 30 anos, a bienal cultural “Monsaraz Museu Aberto” está de regresso até dia 31 de julho. O festival pretende abordar o que de melhor se faz na cultura e nas artes do espetáculo, servindo também de oportunidade para abrir as portas do novo Centro Interativo da História Judaica. A antiguidade da minoria hebraica de Monsaraz está, de resto, documentada no foral concedido por D. Afonso III, em 1276. De acordo com o município alentejano, há várias fontes que indicam, com precisão, a existência de provas documentais e arqueológicas que atestam a subsistência de uma próspera comunidade judaica na vila medieval.

Este centro interativo pretende estudar parte da história de Monsaraz e da sua judiaria, que não tinha ainda vindo a público de forma tão trabalhada. Segundo o autarca José Calixto, este é o primeiro centro a ser inaugurado no âmbito de um projeto promovido pela Rede de Judiarias de Portugal, com o apoio do governo da Noruega e que envolve 15 municípios portugueses.

O novo espaço que resultou da requalificação da Casa da Inquisição tem como finalidade apresentar diversos conteúdos históricos, numa perspetiva de diálogo entre a fé e as religiões e que transmitam a todos os que nos visitam a relação e ligação existentes numa determinada fase da história do município.

Créditos da imagem daqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.