18 Março 2020      13:34

Está aqui

Já não consegue estar em estar em casa? Temos sugestões para si

Por estes dias, tem valido algum sentido de humor para descontrair. Algures pelas redes sociais circulava o seguinte “Nestes dias até tenho falado com a minha mulher. Não sabia que era tão simpática.” ou o vídeo de um pai espanhol que está descontraidamente sentado no sofá, a beber sidra e a comer uns aperitivos enquanto vê um filme, sempre dizendo “tudo calminho” enquanto aponta a câmara para a sala e se vê (obviamente em tom de brincadeira) dois filhos pequenos atados à cadeira.

O certo, é que passamos muito do tempo a queixar-nos de ter que trabalhar e sair todos os dias e agora, que só estamos em casa à fim de semana e três dias, já estamos a dar em loucos. É normal. Mas há coisas que pode fazer para alterar, ou minimizar a situação.

Comece por não andar de pijama todo o dia. Faça o que faria caso fosse trabalhar. Faça o mesmo com as crianças. Faça um horário que inclua atividades lúdicas e pedagógicas e aproveite para lhes dar aquele tempo de qualidade que por vezes vai faltando.

Lembre-se sempre, estamos todos juntos no mesmo barco, e como dizem os inúmeros desenhos às janelas: “Vamos ficar todos bem.”

Neste sentido, as operadoras de TV disponibilizam canais em sinal aberto, as plataformas digitais, os jornais, as editoras são agora espaço para todos.

Na rua, as direções regionais de Cultura encerraram museus e monumentos por razões de saúde pública. Cinemas, bibliotecas e outros locais de interesse fizeram o mesmo. Mas sabia que pode ir ao museu mesmo sem sair de casa?

Que tal o Louvre? Parece-lhe bem? Então clique aqui e vá até Paris.

Em Itália, onde a quarentena obrigatória dura já há mais dias, as Galerias Uffizi e as suas paredes do séc. XVI, em Florença, estão abertas on-line para explorar ou a Pinacoteca do Brera, em Milão.

No Google Arts and Culture pode visitar o MoMa de Nova Iorque, a Torre de Londres, o Thyssen em Madrid, A Catedral de Milão, o Palácio de Versailles, em Paris, o Guggenheim de Bilbao e até o Taj Mahal, na Índia ou a Ilha da Páscoa podem ser visitados. No total, este site tem à sua disposição mais de 500 visitas virtuais.

Pode ainda visitar a National Gallery of Art dos Estados Unidos, o Museu do Vaticano, o Museu Arqueológico de Atenas, o Museu do Prado, em Madrid, o Museu Britânico (British Museum) em Londres, o Hermitage de São Petersburgo ou o Metropolitan de Nova Iorque.

 

Se é a leitura que o atrai, há milhares de livros gratuitos on-line, por exemplo:

- o projeto Gutenberg

- a Open Library

- a Wikisource, da Wikipédia

- a Casa da Moeda com edições gratuitas aqui e aqui

- ou alguns livros do Plano Nacional de Leitura.

De Paulo Freire, pode ler sobre Educação e família aqui e aqui terá ao seu dispor quase 10 mil livros.

 

A Escola Virtual e a Aula Digital da Leya disponibilizaram todos os seus recurso on-line para que possa acompanhar os seus filhos e mantenha viva a vontade de aprender e a sede de conhecimento.

Se é professor,entre outras, tem ao seu dispor as plataformas Colibri, Videocast, Educast e NAU da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

 

Mas há muitas  mais atividades que pode fazer com os seus filhos em casa como sugere a Sociedade do Bem.

E já agora... há quanto tem aquele quadro para pendurar? E a lâmpada para trocar? E aquela porta que não fecha bem…

Aproveite, faça as coisas que, na correria do dia-a-dia, vamos deixando sempre para depois.

 

Imagem de youbilingue.com.br

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.