10 Setembro 2019      12:34

Está aqui

Fusão da Chronopost e Seur não afeta operações em Évora

O presidente do grupo DPD Portugal, Olivier Establet, anunciou ontem a fusão das duas empresas de transporte de encomendas que o grupo tem em Portugal. As empresas Seur e Chronopost, agora fundidas, passam a usar a marca DPD em Portugal, e vão investir cerca de 25 milhões de euros até 2021 num novo centro de distribuição em Lisboa.

Nos últimos meses o grupo investiu 8 milhões de euros nas estações de distribuição que tem em Évora, Faro, Guarda, Coimbra e Margem Sul de Lisboa. Em Évora a empresa está a ampliar o seu centro de operações no Mercado Abastecedor de Évora (MARÉ), através da adaptação de um edifício já existente naquele centro logístico alentejano e vai tomar por concessão dois mil metros quadrados de área coberta e equipada para armazém, que potenciam a sua oferta para a zona do Alentejo, aumentando assim o seu centro de operações em mais 800 metros quadrados, onde já processa anualmente mais de meio milhão de encomendas.

Ainda segundo o presidente do grupo é previsível um aumento do movimento de encomendas, que acompanhará o aumento do comércio 'online', referindo que estão a ser preparados novos serviços como cacifos eletrónicos ('e-lockers'), entrega de encomendas ao domicílio no mesmo dia da compra e reforço do modelo da rede de lojas 'pick up' (em Portugal há cerca de 650 lojas onde podem ser entregues e levantadas encomendas), em declarações feitas ao Dinheiro Vivo.

"Abrimos hoje uma nova etapa no nosso desenvolvimento, agora será de aceleração dos nossos projetos", afirmou. O grupo DPD, presente em 22 países, pertence à Geopost, uma 'holding' do grupo francês La Poste (detido pelo Estado francês). Em Portugal tem cerca de 1.400 trabalhadores.

Imagem de capa de postandparcel.info

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.