9 Agosto 2019      10:48

Está aqui

Faz anos hoje: Uma bomba atómica, a mais velha profissão do mundo e o maior assalto da história

A 9 de agosto do ano 70 o imperador romano Tito ordenou a destruição do templo de Jerusalém, iniciando a Diáspora.

Tito deixou de pé uma muralha com blocos de pedra (muro das lamentações), com o objetivo de mostrar às gerações vindouras a grandeza dos soldados romanos e proibiu os judeus de entrarem em Jerusalém, direito que só voltaram a recuperar na época bizantina.

A 9 de agosto de 1870 era publicada em Inglaterra uma lei sobre as propriedades de mulheres casadas, dando às viúvas maiores poderes.

Por cá a 9 de agosto mas de 1938, foi decretada por Salazar a proibição de abertura de novas de casas de passe. Um estudo da época estimou que existiam 5.276 prostitutas e 485 casas de passe concentradas nas principais áreas urbanas, nomeadamente em Lisboa, Porto, Coimbra e Évora, no entanto, as prostitutas registadas representavam uma pequena percentagem do total do conjunto.

A 9 de agosto de 1945 os E.U.A. lançaram sobre Nagasaki a segunda bomba atómica com o nome de Fat Man, provocando mais de 40.000 mortes e destruindo parte significativa da cidade, que levou à rendição do Japão na II Guerra Mundial.

A 9 de agosto de 1963 foi efetuado o arrojado assalto ao comboio dos correios ingleses, da carreira Glasgow–Londres, donde foram roubadas 2,5 milhões de libras esterlinas, o maior roubo da história à data, protagonizado por Ronald Biggs, acompanhado por outros catorze comparsas. Ronald Biggs nunca chegou a ser preso e viveu exilado no Brasil.

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.