1 Fevereiro 2017      16:26

Está aqui

ENERGIA: A EUROPA TEM QUE AGIR MAIS DEPRESSA

Para o eurodeputado Carlos Zorrinho a União da Energia e a aposta nas renováveis são uma das respostas necessárias à "nova desordem mundial" criada pelas mudanças no relacionamento político e económico anunciadas pela nova Administração Americana.
 
Segundo Zorrinho, que intervinha no Parlamento Europeu em Bruxelas, à luz deste novo quadro, "a energia, quer pelo seu papel na competitividade económica e no bem-estar das populações, quer pelo seu impacto na sustentabilidade do planeta está e estará no centro da geopolítica e da geoeconomia global nos próximos anos”.
 
Apesar de considerar que a Europa tem feito muito pela transição energética e que as energias renováveis têm sido “o foco diferenciador desta transição”,  o facto de representarem 12% da energia total e 28,3% da eletricidade consumida, "é ainda pouco" para o eurodeputado alentejano.
 
“Temos que agir mais depressa. A revisão da diretiva das renováveis, a aposta na descarbonização dos transportes e o investimento em novas interconexões são fundamentais para que isso aconteça e para que a UE continue o seu papel determinante na transição energética”, foi a mensagem final que o Deputado socialista deixou no hemiciclo de Bruxelas do Parlamento Europeu.
CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.