22 Março 2019      14:43

Está aqui

Delta Cafés trouxe obras de Mandela para Évora Monte

Com o apoio da Junta de Freguesia de Évora Monte, a fundação House of Mandela Art, por intermédio de Mitch Webber, sul-africano e proprietário do The Place at Evoramonte, promove a exposição de obras de Nelson Mandela - Exposição House of Mandela Art – apresentada pela Delta Cafés - em Évora Monte, de 2 de Abril a 31 de Maio de 2019.

Com inauguração marcada para dia 9 de Abril pelas 11h00, que contará com representantes das entidades envolvidas, bem como a presença da Senhora Embaixadora da África do Sul em Portugal, Mmamokwena Gaoretelelwe, esta será a primeira vez que este conjunto de criações, datadas de 2001 a 2005, e que espelham a conhecida história da vida do líder político, visita o nosso país.

Constituída por duas séries de desenhos e pinturas – Série Luta e Série Ilha Robben - a exposição irá estar patente em diversos locais da aldeia alentejana. A Torre/Paço, no castelo, a galeria de arte Silveirinha, no primeiro piso dos antigos Paços do Concelho, a loja de artesanato Celeiro Comum, as instalações da empresa de animação turística e cultural Andar a Monte, e o alojamento local The Place at Evoramonte, são os cincos locais escolhidos – de curta distância entre si – para receber esta mostra de trabalhos de Nelson Mandela. As 36 imagens expostas tratam-se de gravuras, algumas delas assinadas, da coleção da fundação House of Mandela Art.

A Série Luta

Na Torre/Paço estarão expostas as suas primeiras obras, a Série Luta (Struggle Series), constituída por cinco desenhos que sintetizam a história da sua vida: o Punho Cerrado, que representa os anos de luta; a Prisão – as suas mãos atadas que simbolizam o seu encarceramento durante 27 anos, a Liberdade – o partir os grilhões; a Unidade – Nelson Mandela não se limitou a unir a sua nação e continente, tendo estendido a sua mão de amizade a todo o mundo; e a Mão – a sua mão estendida na direção da mão de uma criança,  refletindo a sua crença nos mais jovens.

 

Conforme escreveu na respetiva motivação: «Ainda que a idade nos transforme em guias mais sábios… é a juventude que nos faz lembrar do amor, da confiança e do valor da vida».

Como entidade promotora, a House of Mandela Art convidou dois artistas portugueses para participarem nas séries “Unity”- https://houseofmandelaart.com/collections/unity-series -, que resultam da interpretação da Série Luta por diversos artistas. Assim, dois artistas nacionais, de diferentes gerações, irão desenvolver ao vivo no castelo, nos fins de semana do período da exposição, as suas criações tendo por base este conjunto de desenhos. Estas gravuras serão assinadas pelos próprios e colocadas à venda no site da Nelson Mandela Art, e as receitas serão partilhadas entre o artista e a Nelson Mandela Art Charity.

A Série Ilha Robben

Em 2002, Nelson Mandela criou uma série de gravuras que evocam o tempo que passou em Robben Island, aonde regressou para melhor capturar a sua essência, o que fez através do seu estilo singular, usando cores garridas, numa série de trabalhos intitulados a A cela, A janela, A igreja, O farol e O porto. Nelson Mandela escreveu também sobre a motivação subjacente a estas obras.

 

 

 

Concluídas estas séries, Mandela dedicou-se ao seu talento recém-descoberto e, em jeito de brincadeira, disse ao seu professor de artes – «Posso transmitir tanta coisa com estes simples desenhos à base de linhas. Por que é que escreveria outro livro, quando posso contar histórias nos meus desenhos?». Inspirando-se na Série Luta, Nelson Mandela viria a criar mais 46 obras originais.

As obras podem ser consultadas no website da fundação: https://houseofmandelaart.com.

 

Imagem de capa de brasil.elpais.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.