20 Fevereiro 2017      14:59

Está aqui

AUTOESTRADA "CORTA AO MEIO" CIDADE ALENTEJANA

A polémica veio para se instalar em Vila Nova de Santo André, Santiago do Cacém.
Em 2010 e por decisão do governo de então a estrada ER261-5 começou a ser requalificada, com o intuito, segundo a Junta de Freguesia de Santo André, de vir a ser transformada numa via com perfil de autoestrada, com a classificação "A26-1". 
 
O assunto parece não ter merecido concordância dos locais mas o caso só se tornou "intolerável" quando as obras de requalificação chegaram à fase da montagem de rails e vedações, o que dividou a cidade em zona oriental e zona ocidental já este ano. Esta divisão com obstáculos impede em absoluto "o atravessamento pedonal da via, situação que obriga os residentes a percorrer longas distâncias para aceder, por exemplo, às superfícies comerciais, ao mercado, ao centro de saúde, aos serviços da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal, à Escola Secundária, ao Complexo Desportivo, à igreja, entre outros, dificultando a mobilidade e a acessibilidade das pessoas e a sua qualidade de vida, com especial enfoque para um número significativo de crianças e idosos", como protesta a junta de freguesia em comunicado.
 
Com o apoio da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, moradores dos bairros diretamente afetados e Junta de Freguesia decidiram avançar com um abaixo-assinado a reinvindicar "pela classificação da via como ER261-5 (e não como A26-1), entre Vila Nova de Santo André e a rotunda da Barbuda, na Freguesia de Sines, mas também pela integração, na malha urbana da cidade, do trecho de via da ER261-5 entre os nós da Maria da Moita (Areias Brancas) e de Vila Nova de Santo André (rotunda oval), transformando-o em alameda, com circulação rodoviária limitada a 50 km/h e possibilitando o atravessamento pedonal da via."
 
O Presidente da Junta, Jaime Cáceres, acredita que a população participará no abaixo-assinado de forma "massiva" e que a iniciativa acabe por convencer Governo e Infraestruturas de Portugal, que já estão a par destas exigências, a satisfazer a vontade da população.
 

1 Comment

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.
Jorge Silva (não verificado)    1 ano 11 meses
Comentário: 
As Populações, aí em Santo André, como por exemplo... em ESPINHO são "SIMPLESMENTE IGNORADAS". Aqui é a Linha da C.P. » Porto - Lisboa / Lisboa - Porto « ALFAS a +++ de 100 à hora.