Está aqui

Terras Sem Sombra

Campo Maior é palco do Prémio Internacional Terras sem Sombra

A vila alentejana de Campo Maior recebe a 30 de novembro a cerimónia de entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra 2019, presidida pelo Duque de Lafões, D. Afonso de Bragança. Os galardoados nas três categorias do Prémio – Música, Património Cultural e Biodiversidade – serão anunciados nos próximos dias.

A entrega do Prémio Internacional Terras sem Sombra decorrerá a 30 de novembro (17h30) no Centro Cultural de Campo Maior, a culminar a temporada de 2019 do Festival Terras sem Sombra (TSS).

Vila Galé vai dar descontos a espetadores do festival alentejano Terras sem Sombra

A associação Pedra Angular, promotora do Festival Terras sem Sombra - e o Grupo Hoteleiro Vila Galé fecharam um acordo que permite obter descontos nos hotéis alentejanos daquele grupo em Beja, Évora e Elvas aos espetadores do festival alentejano Terras sem Sombra.

Prémio Internacional Terras sem Sombra tripartido

O júri do Prémio Internacional Terras sem Sombra decidiu atribuir o prémio a “três casos exemplares”, ao nível global, nas áreas que são os pilares do festival: a promoção da música; a valorização do património cultural; e a salvaguarda da biodiversidade. 

Assim, os galardoados, foram o músico Péter Eötvös, a cidade de Albarracín e a associação que defende a diversidade das castas de videira portuguesas.

O ALENTEJO COMO DESTINO DE ARTE E NATUREZA PROMOVIDO EM MADRID

O mês de junho em Madrid é especial porque é nele que se ditam a tendências da arte e moda e, pasme-se, da gastronomia, para a próxima temporada. E quem define a tendência a nível de moda gastronómica é a Escuela de Arte da Universidad Carlos III e do Circulo de Bellas Artes que tem lugar, há uma década, no centro da capital espanhola.

TERRAS SEM SOBRA ENCERRA NA CATEDRAL DE BEJA COM BACH

Após 7 meses de duração, a edição de 2017 do Festival Terras sem Sombra realiza o concerto de encerramento n acatedral de Beja, a 17 de Junho.

Foram sete meses de solistas e agrupamentos de referência internacional num programa, estratégico para a afirmação do Alentejo como destino de arte e natureza, em que Espanha foi o país convidado. 

VATICANO ESTÁ A DIVULGAR MUNDIALMENTE O BAIXO ALENTEJO

A Rádio Vaticana, a emissora de rádio oficial da Santa Sé, está a promover mundialmente o festival alentejano Terras sem Sombra, que considerou um festival de referência em três vertentes, no património, música e biodiversidade. Segundo declarações da organização trata-se de um reconhecimento do Vaticano pelo "esforço que a região tem vindo a fazer, desde há décadas, na salvaguarda do património religioso em territórios de baixa densidade, unindo-o à promoção de uma reflexão sobre o papel da espiritualidade na arte e à nobre causa da conservação da natureza."

FESTIVAL ALENTEJANO QUER CONVENCER ESPANHÓIS

O Festival Terras Sem Sombra vai à capital da Andaluzia, Sevilha, em Espanha, amanhã, sábado dia 4, para se promover.

A ação promocional, que conta com o apoio dos municípios que integram a iniciativa - Beja, Almodôvar, Castro Verde, Ferreira do Alentejo, Santiago do Cacém, Serpa e Sines – dividir-se-á em dois momentos: uma Conferência de Imprensa que teve lugar ontem e um concerto de Cante Alentejano e de flamenco, com atuações dos Cantadores do Desassossego e o Rancho dos Cantadores de Aldeia Nova de S. Bento, acompanhados por Pedro Mestre.

TERRAS SEM SOMBRA REGRESSA ESTE ANO

A edição 2017, a 13ª, do Festival «Terras Sem Sombra» vai começar já a 11 de fevereiro com aquilo que a promotora, a Diocese de Beja, considera uma forte aposta na divulgação do património artístico, social e ambiental do Baixo-Alentejo, os três pilares do festival.

De 11 de fevereiro e 1 de julho, e de forma itinerante, o festival vai passar pelos concelhos de Almodôvar, Sines, Santiago do Cacém, Ferreira do Alentejo, Odemira, Serpa, Castro Verde e Beja.