Está aqui

Sociedade

Faz anos hoje - 7 de agosto

A 7 de agosto de 1816, Simón Bolívar, na luta pela independência da Venezuela, derrotou a Espanha na batalha de Boyacá.

Na mesma data em 1907, em Portugal foi publicado o decreto sobre o descanso semanal obrigatório.

A 7 de agosto de 1955, tiveram início os trabalhos da construção do metropolitano de Lisboa.

Casca de Limão

O local onde se passa a nossa crónica de hoje é um pântano, onde em vez de água pútrida, havia sumo de limão apenas. Incrível, não é? A possibilidade de tal acontecer, de tão remota, deixava todos boquiabertos. O motivo de aquilo ocorrer era um mistério, porque tão perto não havia qualquer sinal de limoeiros nem limões.

Cartuxa fecha as portas, de vez

Os Monges da Ordem da Cartuxa vão abandonar Évora, até final do ano, e vão para mosteiro em Espanha.

Os quatro monges cartuxos - dois octogenários e dois nonagenários – sentem-se já poucos para manter a vida da Cartuxa de pé, como confessou o padre Antão Lopez, monge e prior da Cartuxa de Évora.

Évora procurou "inspiração para um mundo melhor"

Este foi o quarto ano consecutivo em que a Fundação Eugénio de Almeida (FEA) promoveu um evento IGNITE Portugal.

Estes eventos surgiram em Seattle nos Estado Unidos, há cerca de 13 anos, e foi trazido para Portugal, em 2009, por Miguel Muñoz Duarte, empreendedor e docente em empreendedorismo.

O tema proposto desta edição – que decorreu no dia 11 - foi “powering a better future” e foram convidados oradores que fossem verdadeiramente inspiradoras em áreas importantes e distintas como o ambiente, o desenvolvimento social, a educação ou as tecnologias, entre outras.

O relâmpago

Naquele tempo, quando os ventos andavam pelo Mundo e ainda tinham corpo físico, quando a chuva tinha a forma gasosa e só acariciava levemente as plantas, os rostos dos animais e as terras do mundo. Naquele tempo, quando ainda não havia seres humanos nem casas, os elementos naturais viviam ainda em livre vontade e eram como que espíritos e pessoas que navegam pelas terras do mundo, ao sabor da natureza.

A breve ascensão dos Zés Ninguéns - They Live

“One of the lost masterpieces of the Hollywood left”, mais coisa menos coisa, é desta forma que Zizek começa o pequeno trecho sobre They Live (1988), de John Carpenter, no seu último documentário sobre cinema, The Pervert’s Guide to Ideology.

Falta de investimentos em infraestruturas científicas e tecnológicas

O Governo devia ter adotado medidas que permitissem o arranque de investimentos em infraestruturas científicas e tecnológicas.

Esta matéria é decisiva para o País.

Dente por Dente

O nome da clínica era Dente por Dente e ficava duas ruas acima do lugar mais perto do fim da vila. Ele, um dos sócios, tinha-se tornado dentista muito novo, quando terminou o curso. Era um dentista dedicado que só trabalhava com a mais pura das certezas. Não usava a broca nos dentes dos clientes se resquício algum de infeção pudesse haver.

A sua sócia era bastante mais descontraída, porém especialista em coroas e implantes de titânio. A trabalhar para eles tinham ainda um higienista oral.

Não faltava nada no Dente por Dente! Até os preços eram imbatíveis.

As palavras que as pessoas não disseram quando a chuva veio e estragou o penteado da senhora

Era sábado e o dia tinha começado com o nascer do sol, como sempre. A pessoa que será o centro da nossa história estava fora de casa, apanhando um pouco de sol. Admirava as plantas que tinha semeado ela própria, passava o resto do protetor solar e não lamentava viver sozinha. Joana sabia o que lhe tinha custado chegar onde chegou a meios próprios. Ninguém tinha ideia do que custaria chegar àquele ponto. A mulher mais rica da aldeia toda. Só a casa principal tinha uns 20 quartos e uma empregadagem de 10 serventes. Joana tinha criado um império e era solteira.

Animação e arte une reclusos e idosos em Odemira

Há, em Odemira, um projeto que une reclusos e idosos. Trata-se do “Sem Rede” um projeto artístico, de animação comunitária, construído em parceria pela associação local TIC TAC e pelo Estabelecimento Prisional de Odemira.

Páginas