Está aqui

Orçamento Participativo

Castro Verde escolhe destino de 40 mil euros em Orçamento Participativo

Ao todo a população de Castro Verde apresentou 34 propostas para dar destino aos 40 mil euros disponíveis no Orçamento Participativo, uma experiência nova naquele concelho alentejano.

O próximo passo é colocar cada uma das 34 propostas a votação, processo que vai decorrer entre 8 e 15 de outubro na plataforma do OP Castro Verde, em http://op.cm-castroverde.pt, bastando para isso proceder ao registo na plataforma.

As propostas vencedoras a incluir no Orçamento Municipal para 2020 serão divulgadas logo a seguir.

Castro Verde estreia Orçamento Participativo

O Município de Castro Verde estreia este ano o Orçamento Participativo, onde parte das verbas do município são canalizadas para iniciativas ou obras e intervenções escolhidas pela população.

Vendas Novas lança "Princesinhas", as bicicletas que são para partilhar

O Município de Vendas Novas lança no próximo sábado, 13 de abril, as "Princesinhas", uma rede de bicicletas que são para partilhar e vão estar ao dispor dos que queiram aproveitar para circular pela cidade, através de um modo alternativo de mobilidade suave.

Odemira entrega 500 mil euros do orçamento à decisão da população

O Município de Odemira é um dos municípios alentejanos que mais tem apostado na participação da população na decisão da aplicação de dinheiros do orçamento municipal em obras e investimento. Para o efeito tem lançado anualmente o chamado Orçamento Participativo (OP), onde são os cidadãos que apresentam propostas de investimento e são os cidadãos que decidem, através de votação, as propostas a concretizar pelo Município.

Mértola com 100 mil euros para o Orçamento Participativo

Mértola é uma das autarquias alentejanas que aposta na participação e envolvimento da comunidade na definição de parte da sua estratégia e disponibilizou 100 mil euros para o Orçamento Participativo 2019.

Os munícipes tinham até ontem, sexta, para entregar as suas propostas e ideias de investimento nas áreas da Educação, Desporto e Juventude; Equipamentos e Espaços Públicos; Saúde e Bem-estar; Economia Local; Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural; Transportes, Mobilidade e Acessibilidade e Empreendedorismo.

Educação, saúde e bombeiros. Odemira aprovou projetos que vão ser pagos pelo Orçamento Participativo

Já são conhecidas as quatro propostas vencedoras do Orçamento Participativo do Município de Odemira de 2018, apresentadas e escolhidas pela população através de voto e que serão implementadas a partir de 2019, no valor total de 500 mil euros.

A escolha dos mais de dois mil votantes recaiu sobre a “Sala de Aula do Futuro” (Freguesia de Colos), “Requalificação do Jardim de Infância e EB1 de Bicos e equipamento do novo Centro de Convívio” (Freguesia de Vale de Santiago), na categoria das propostas para freguesias do interior com população inferior a 1.500 habitantes.

Odemira conhece hoje propostas vencedoras dos 500 mil euros do Orçamento Participativo

Hoje, 17 de dezembro, a partir das 19h00, vão ser conhecidas as propostas vencedoras do Orçamento Participativo (OP) do Município de Odemira de 2018, numa cerimónia a decorrer no Salão Nobre dos Paços do Concelho, aberta a toda a população. As propostas mais votadas serão incluídas no Orçamento Municipal de 2019, até ao montante global de 500 mil euros.

Évora quer um berço para todos

Objetivo: oferecer um berço a todas as crianças que nasçam no Hospital de Évora.

Foi este o ponto de partida BaBe, Banco de Berços, uma iniciativa proposta no Orçamento Participativo Portugal - a votação que decorre no site do Orçamento Participativo Portugal.

Esta ideia é inspirada numa prática finlandesa com cerca de 75 anos e surge agora no Alentejo pela mão de uma eborense, Maria João Rasga, em colaboração com Anisa Shahidian.

POPULAÇÃO DE ODEMIRA JÁ ESTÁ A VOTAR NO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Um parque de merendas, balneários públicos, um parque de autocaravanismo, recuperar uma Casa do Povo, ou energia solar nas freguesias são algumas das 13 propostas que podem ser votadas pela população, até 30 de novembro, em mais um orçamento participativo (OP) em Odemira, no Litoral Alentejano.

QUER PARTICIPAR NO ORÇAMENTO DE ESTADO 2017?

À semelhança daquilo que já acontece em alguns concelhos, este ano, os portugueses vão também poder participar no Orçamento de Estado 2017.

A intenção é a de contribuir para o desenvolvimento de mecanismos de democracia participativa e para a promoção da participação dos cidadãos na vida do país e das cidades, e, desde modo, o Governo decidiu investir 3 milhões de euros nas áreas da cultura, da ciência, educação e formação de adultos e da agricultura em Portugal continental e nas áreas da justiça e da administração interna nas Regiões Autónomas.

Páginas