Está aqui

OCDE

PORTUGUESES MAIS EMPREENDEDORES

Um relatório conjunto da Comissão Europeia e da OCDE revela que os portugueses são mais confiantes do que a média europeia na capacidade de criar o seu negócio. O contexto do estudo, em cenário de crise financeira e desemprego muito elevado, parece não afetar o otimismo nacional.

Entre 2009 e 2013, anos a que diz respeito o estudo, 41% dos adultos europeus considerava ter conhecimentos e competências para criar o seu negócio. Já em Portugal o valor rondava os 49%, resultados muito semelhantes aos da Croácia, Espanha e Grécia.

Encargos sobre o trabalho:

Esta reflexão vem a propósito do último estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE), que aponta Portugal como o 11º país com mais impostos sobre o trabalho, traduzindo-se em 41,2% a percentagem dos encargos sobre os salários pagos por trabalhadores e empresas, sendo a média da OCDE de 36% (in Diário de Notícias de 15/04/2015).

A sustentabilidade do SNS

A globalização enquanto fenómeno mundial de repolarização e reequilibrio de forças entre as diferentes potências vem, desde há uns anos a esta parte, ditando uma mudança de paradigma na área da saúde, no mundo ocidental. Na ausência ou na escassez de matérias primas potenciadoras do progresso e face à deslocalização da atividade económica para outros locais do globo, a Europa revela-se incapaz de gerar nas suas fileiras novas sinergias de progresso. A conclusão só poderia ser de que o modus vivendi à ocidental custa muito dinheiro ao erário público, mormente em saúde.