Está aqui

Natal

COMO PERDER AS CALORIAS ESTE NATAL? O VINHO PODE AJUDAR

Vem o Natal, a doçaria tradicional, os jantares, os petiscos aqui e ali e sempre o receio de uns quilinhos a mais que possam vir depois. Mas quem é que consegue resistir às iguarias natalícias?

Mas, além de não abusar da comida e fazer exercício, pode haver uma outra solução: juntar  exercício e…. vinho.

O MITO DA ESPADA QUE COMEÇOU NO NATAL

O mistério da espada que inspirou o mito do Rei Artur terá começado numa pequena aldeia da Toscana, em Itália, no Natal de 1180. Desde então, muitas têm sido as histórias conhecidas sobre “Excalibur”, a espada cravada na pedra e que deu origem a uma enorme panóplia de contos, histórias e lendas em redor de Rei Artur e dos Cavaleiros da Távola Redonda.

As histórias da literatura arturiana são de tal modo conhecidas, e às quais se juntam alguns factos históricos, que, para muita gente, o mito esconde a realidade.

UM CONTO DE NATAL

O comboio parou na estação de Santa Clara-a-Velha, quando o sol terminava a sua corte à terra, deixando o céu azul-cobalto, pincelado de cores ardentes, que teimavam em exibir-se antes de serem apagadas pelas estrelas.

NATAL + FAMÍLIA JUNTA = A DISCUSSÕES

É quase impossível existir uma refeição, ver televisão ou manter uma conversa durante esta época festiva onde não exista uma discussão entre familiares.

Com frequência, os canais televisivos passam, nesta época festiva, vários filmes em que “arte imita a vida” e que expressam e exemplificam a vida real durante o Natal; recordamos “Sozinho em Casa”, “Amor acontece”, “Natal em família”, “Um Natal muito, muito louco” entre outros. Perante estes filmes, se não no total, pelo menos parcialmente, despem milhares de famílias por esse mundo fora e expõe algumas dessas realidades.

BOMBEIROS RECEBEM CASACOS MAIS QUENTES NO NATAL

Os Bombeiros de Alcácer do Sal receberam, esta semana, novos casacos de agasalho que manterão os “soldados da paz” mais quentes este inverno.

A oferta foi da Caixa de Crédito Agrícola de Alcácer do Sal e Montemor-o- Novo e surge depois de um pedido da direção dos Bombeiros, António Balona.

 

Imagem de facebook.com/pg/CMAlcacerdosal

125 CABAZES DE NATAL ENTREGUES EM PORTALEGRE

Já foram entregues pela Loja Social da Câmara Municipal de Portalegre 125 cabazes de Natal.

Os cabazes – constituídos essencialmente por géneros alimentícios como peru, bacalhau, enchidos, queijos, vinhos, chocolates e outros produtos - foram distribuídos por 125 famílias carenciadas do concelho.

Esta iniciativa só foi possível devido à sinergia de esforços entre autarquia e várias instituições e empresas do concelho.

BEJA: CALENDÁRIOS SOLIDÁRIOS DO CENTRO DE PARALISIA SÃO UM SUCESSO

Já foram vendidos cerca de mil calendários solidários do Centro de Paralisa de Beja.

O calendário “Abraça o meu Sonho – que representa os sonhos de 12 utentes da instituição – tem sido um sucesso e as encomendas têm chegado de todo o país. Com cenários coloridos e que representam o sonho de cada um dos participantes, o projeto contou com a participação de várias entidades e personalidades alentejanas com António Zambujo e Bruno Ferreira à cabeça, mas também com a Casa do Benfica e a Fundação Benfica, Câmaras Municipais, entre outros.

TURISTAS DE TODO O MUNDO PARA VER O NATAL EM MONSARAZ

São os milhares os turistas que têm passado este Natal por Monsaraz e vêm de todo o mundo, de tal modo que, ainda não acabaram as festividades e – segundo a autarquia – os visitantes já ultrapassam em 20% o número do ano passado.

Além dos turistas nacionais, os espanhóis lideram a lista dos turistas estrangeiros, mas há também muitos brasileiros e muitas outras nacionalidades.

SAUDADE

Um escrever sem pressas, uma palavra que se desenha como as nuvens se movimentam no céu, sem receio de não chegar a tempo. No céu azul, enquanto dura o dia, não há pressa, não há tempo. Na noite, com as estrelas, que se mantêm no mesmo lugar, vejamo-las seja de onde for, não há pressa, não há tempo.

AINDA NÃO FEZ AS COMPRAS DE NATAL? ATENÇÃO

O marketing e a publicidade são mais complexos e profundos que aquilo que a maioria das pessoas pensa. Envolvem psicologia, sociologia e muitas outras ciências.

A necessidade de fazer comprar é já por si afetada com a periodicidade normal do quotidiano, mas a proporção maximiza, e muito, nesta época natalícia, pois às compras habituais juntam-se os produtos para a ceia e as prendas e há muitos fatores influenciam as suas escolhas e levá-l@ a sair do orçamento que desejava ou a comprar o que talvez não necessitasse.

Páginas