Está aqui

Natal

Alandroal instala pista de gelo gratuita para celebrar o Natal

No fim-de-semana de 21 e 22 de dezembro a animação de Natal volta ao Alandroal com a Feira de Natal, que cria um espaço muito acolhedor e natalício, ideal para comprar as prendas de última hora junto dos produtores locais.

Este ano é novidade a Pista de Gelo, localizada na envolvente da Feira de Natal, e vai estar disponível para todos, com acesso totalmente gratuito.

Um Natal Pobrezinho Também Por Estes Lados!

1 - A Crónica Falta de Enfermeiros no Distrito de Évora 

 

Segundo a Secção Regional Sul da Ordem dos Enfermeiros, quase todas as unidades de saúde do distrito de Évora têm falta de enfermeiros.  Um dos casos denunciado é referente ao serviço de Urgência Básico de Montemor-o-Novo que tem apenas um médico e uma enfermeira.

Situação, esta, que denunciei há quase dois anos atrás. Tudo na mesma!

A degradação do Serviço Nacional de Saúde no Distrito de Évora é uma realidade extremamente preocupante!

O povo decorou as ruas no natal em Santiago do Cacém e foi imortalizado em exposição fotográfica

A iniciativa “O Natal nas Nossas Mãos”, promovida pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, que levou a população a dar as mãos para criar as decorações de Natal que este ano estão a enfeitar as ruas do Concelho, foi o mote para a Autarquia lançar o desafio a vários fotógrafos cuja visão resultou numa exposição coletiva no Mercado Municipal de Santiago do Cacém.

Elvas com programa natalício para elvenses e visitantes

A Câmara Municipal de Elvas volta a dinamizar a cidade na quadra natalícia com várias atividades cheias de tradição e brilho, e engalanada para acolher os locais e os tursitas, desde os primeiros dias de dezembro, com uma das mais belas iluminações de ruas e que embelezam sobretudo o centro histórico, património mundial da UNESCO.

Santiago do Cacém oferece uma viagem à Madeira em campanha de apoio ao comércio tradicional

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém lançou, dia 1 de dezembro, mais uma edição da campanha “No Natal Compre no Comércio Tradicional” que decorre até dia 6 de janeiro de 2020.

População enfeita Santiago do Cacém para o Natal

A população do Concelho de  Santiago do Cacém deu as mãos para criar as decorações de Natal que este ano vão enfeitar as ruas do Concelho.

O desafio foi lançado pelo município, através da iniciativa “O Natal nas nossas mãos”, que envolveu todas as gerações, utilizando sacos de plástico e a técnica do croché, para a criação de rosetas que agora cobrem as árvores de Natal que vão ser espalhadas pelo Concelho. Imagine-se que cada uma daquelas rosetas leva cerca de 40 minutos a fazer.

Odemira está a recolher alimentos e brinquedos para o Natal dos que têm menos

Decorre até ao final do mês de novembro a 17ª campanha de solidariedade “Aliados no Natal”, para recolha de brinquedos e bens alimentares que serão oferecidos às famílias mais carenciadas do concelho de Odemira.

Alcácer do Sal decorada para o natal vista a partir do rio

Há locais que se tornam um presépio natural na época natalícia e Alcácer do Sal é, sem dúvida, um deles. Para se admirar a beleza da cidade iluminada por mil cores, como um postal de Natal real, pelo segundo ano consecutivo o Município de Alcácer do Sal irá promover os passeios “Natal no Sado”, a bordo do galeão Pinto Luísa.

Com ponto de encontro no cais da margem sul, os passeios terão a duração de cerca de 60 minutos, ao som de músicas de Natal e enquanto o participante se delicia com uma bebida quente e bolachinhas alusivas à época. 

Em Santiago do Cacém já se prepara o Natal

Sob o lema "O Natal nas nossas mãos" a Câmara Municipal de Santiago do Cacém lançou o desafio à população para que as decorações do Natal de 2019, nas ruas do Concelho, sejam elaboradas com sacos de plástico. A  iniciativa já está a decorrer com a recolha de sacos de plástico transparentes e a elaboração de rosetas decorativas com a técnica de croché.

Natal: a festa da verdade e do amor e que tem por base uma mentira

É Natal. As ruas ganham cor e as pessoas potenciam sentimentos positivos. Com as músicas de Natal a solidariedade cresce e as pessoas lembram-se de ser mais humanas, lembram-se que o Homem é pluralidade e que não existe eu – não no seu expoente máximo – sem um nós. As pessoas lembram-se que devem ajudar o seu semelhante e são mais verdadeiras.

Mas o Natal, como hoje se celebra, tem uma mentira por base; ou melhor, várias “mentiras”.

Páginas