Está aqui

Mina de Neves-Corvo

Nova greve dos mineiros de Neves-Corvo "contra a repressão e a intransigência"

É pelo do fim regime de laboração contínua no fundo da mina, pela "humanização" dos horários de trabalho, pela antecipação da idade da reforma para os funcionários das lavarias, pela progressão nas carreiras, pela revogação das alterações unilaterais na política de prémios e pelo fim de alegadas pressões que os mineiros de Neves-Corvo, Castro Verde, têm nova greve agendada para 26 e 30 deste mês.

A empresa concessionária, a Somincor, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, não quer negociar.

NOVA GREVE NAS MINAS DE CASTRO VERDE

Os trabalhadores da Somincor, empresa concessionária da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no Baixo Alentejo, entraram hoje de novo em greve, numa paralisação que se estende até 23 de dezembro.

Esta é a terceira paralisação dos trabalhadores este ano, que reivindicam a antecipação da idade da reforma dos funcionários das lavarias, progressão nas carreiras e a revogação das alterações na política de prémios.

MINA NEVES-CORVO, EM CASTRO VERDE, JÁ RENDEU ESTE ANO 34 MILHÕES

A mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, no Baixo Alentejo, obteve no primeiro trimestre do ano 33,9 milhões de euros de lucro, segundo avança a Somincor. Até março, saíram daquelas minas 10 195 toneladas e cobre, 17 948 toneladas de zinco, 1406 toneladas de chumbo e 330 toneladas de prata.

No total a Somincor faturou neste 1.º trimestre, 74 milhões de euros.

Imagem de capa de epos.pt

 

DO ALENTEJO CONTINUARÁ A SAIR ZINCO E COBRE

Os responsáveis pela exploração das minas de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, vão aumentar a extração de zinco e reduzir a de cobre, no próximo ano.

O anúncio foi realizado pelo consórcio sueco-canadiana Lundin Mining, proprietários da Somincor, concessionária das minas alentejanas e que investimentos estimados em Neve-Corvo, para 2017, na ordem dos 50 milhões de dólares. Em 2012, a Somincor previa um investimento de 700 milhões de euros em cinco anos e que tem vindo a ser realizado gradualmente.

ALMODÔVAR RECLAMA DINHEIRO DE IMPOSTO AO ESTADO

Almodôvar, no Baixo Alentejo, tem uma forte dependência da Mina de Neves-Corvo, no concelho vizinho de Castro Verde. É aí que trabalham mais de 500 famílias daquela vila, o que tem dinamizado muito a economia local. Para António Bota, presidente do município de Almodôvar, apesar de estar no concelho vizinho, a mina tem tido muita relevância em termos económicos, sociais e demográficos.