Está aqui

Linha Sines-Caia

Contrato de 74,5 milhões de euros para troço ferroviário Freixo/Alandroal

Já foi assinado o contrato para construção do troço ferroviário Freixo/Alandroal – cerca de 20,5 quilómetros - entre a Infraestruturas de Portugal - IP e o grupo construtor nacional Mota-Engil, no valor de 74,5 milhões de euros.

Esta construção insere-se no programa governamental Ferrovia 2020 e este é o segundo troço da nova linha ferroviária de Évora – composta por três troços - parte do futuro corredor internacional Sul que ligará o Porto de Sines à fronteira do Caia.

Concurso da ligação Évora-Elvas concluído esta semana e entregue a espanhóis

O Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, revelou – após a conferência de imprensa da reunião semanal do Conselho de Ministros - que, na semana que amanhã se inicia, Portugal contratará “a maior obra ferroviária dos últimos 100 anos”.

O ministro referia-se à nova ligação ferroviária de 100 quilómetros entre Évora e Elvas – segmentada em três troços - e que irá permitir a ligação do porto de Sines a Espanha.

Expropriações e adjudicações avançam na linha Sines-Caia

As expropriações e as adjudicações para a construção da linha Sines-Caia estão a avançar.

Já foi adjudicada a construção de dois dos três troços da linha de Évora, ambos a empresas espanholas: a Sacyr e a Comsa, seguindo a tendência dos concursos abertos pelas Infraestruturas de Portugal (IP).

Com estas adjudicações, as construtoras espanholas conseguem dois terços do bolo total de 500 milhões de euros investidos na ferrovia nacional nos últimos anos.

A péssima solução para o comboio de mercadorias em Évora

Agora já sabemos qual a solução escolhida para o atravessamento do comboio de mercadorias em Évora. Já é conhecido o resultado da Avaliação de Impacto Ambiental. Foi publicado durante o mês de agosto, no sítio da internet da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), o Documento Resumo onde é apresentada a solução referente ao projeto da "Ligação Ferroviária entre Évora e Évora Norte – Variante de Évora", inserida no Corredor Internacional Sul.

Passageiros fora da linha Sines – Caia

Com uns a mostrarem-se a favor, e outros a serem menos recetivos, a linha Caia – Sines pode mesmo não passar de uma linha exclusiva de transporte de mercadorias, como alguns responsáveis sempre afirmaram, e apesar do desejo dos autarcas alentejanos em que fosse algo mais.

A Extremadura espanhola quer passageiros na linha Sines/Caia

À margem do III Plenário da eurorregião EUROACE, esta semana, em Évora, o presidente da Junta da Extremadura espanhola, Guillermo Fernández Vara, revelou que, na sua opinião, não tem qualquer dúvida que – apesar do objetivo principal desta linha ser a ligação dos Portos portugueses de Sines e setúbal a Madrid e à europa central - a linha ferroviária Sines/Caia servirá também de transporte para passageiros.

ALTA VELOCIDADE FERROVIÁRIA BLOQUEADA EM ÉVORA

As promessas de linhas ferroviárias de alta velocidade a passar por Évora mereceram o entusiasmo da autarquia (PS), empresários e da população. Estávamos em 2007 e a aquela cidade alentejana contava então ser a única cidade a fazer paragem ao TGV que ligaria Lisboa a Madrid. A estação, que mereceu lançamento de primeira-pedra, iria ser construída junto ao nó da auto-estrada A6, próximo de Azaruja, a cerca de uma dezena de quilómetros da cidade.

NUNO MOCINHA SATISFEITO COM O CONCURSO PARA A LINHA ÉVORA-ELVAS

Foi como sendo uma a excelente notícia que Nuno Mocinha, presidente da Câmara de Elvas, considerou anúncio do concurso para a realização das obras do vão ligar os portos de Setúbal e Sines à Europa, passando por Elvas, naquele que será um investimento estruturante não só para o Alentejo, mas para todos o país.

422 MILHÕES LIGAM ALENTEJO À EUROPA

Será no início de 2018 que o plano Ferrovia 2020 para o Corredor Internacional Sul – que atravessará o Alentejo a partir de Sines e ligará com o centro da Europa - abrirá concurso para a realização das obras e prevê um investimento total de 422 milhões de euros, comparticipados por Fundos Comunitários através do mecanismo CEF – Connecting Europe Facility que contribui com 158 milhões do valor total, o que torna este projeto o maior investimento ferroviário em Portugal nas últimas décadas.

EMPREITADA DA LINHA ELVAS-CAIA LANÇADA ATÉ AO FINAL DE MARÇO

A empreitada da linha ferroviária Elvas-Caia, com um valor global de 18,5 milhões de euros, vai ser lançada até ao final do mês de março, para fazer a ligação ferroviária a Espanha em transporte de mercadorias, numa extensão de 9 quilómetros.

A empreitada visa ainda a ampliação da estação de Elvas de modo a que possa receber comboios de mercadorias com 750 metros de comprimento.

Páginas