Está aqui

Investimento

ALENTEJO 2020 COM 7,7 MILHÕES DE EUROS PARA EMPRESAS

Ao abrigo do programa Alentejo 2020, foram abertos 5 concursos para o Sistema de Apoio a Ações Coletivas, no domínio da Competitividade e Internacionalização, com uma dotação total de 7,750 milhões de euros.

EMPRESAS DE ELVAS COM INVESTIMENTO DE 4,5 M DE EUROS

São 12 as empresas do concelho de Elvas que, no âmbito do programa operacional Alentejo 2020, têm projetos aprovados, o que representa cerca de 4,5 milhões de euros de investimento.

Da pecuária ao turismo, estes investimentos foram considerados pela Câmara Municipal de Elvas – em comunicado - como muito importantes para a cidade, que os considerou um forte impulso económico.

 

Imagem daqui

OS GUARDIÕES DA RAIA E A EUROCIDADE

O Projeto e a ideia da Eurocidade não é novo, mas, e depois de vários acordos entre municípios de ambos os lados da fronteira luso-espanhola, esta semana, Elvas, Campo Maior e Badajoz voltaram a juntar-se a dar a conhecer projetos comuns com vista ao desenvolvimento, a criação de emprego e o crescimento do turismo.

PORTUGAL 2020 COM 242M/€ PARA AÇÃO LOCAL

Foram assinados, na passada semana, dia 27 de janeiro, em Ponte de Sor (Portalegre) contratos com 52 grupos de Ação e Desenvolvimento Local de Base Comunitária de âmbito rural.

O valor total dos contratos assinados é 242,2 milhões de euros de Fundos da União Europeia, sendo que três desses contratos foram realizados com associações alentejanas: a Rota do Guadiana, a ESDIME e o Alentejo XXI.

ÉVORA: MECACHROME E AICEP ASSINAM CONTRATO

A empresa francesa de aeronáutica Mecachrome e o Estado Português vão assinar o contrato de investimento que apoiará a instalação de uma unidade fabril da empresa em Évora.

Com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, do Presidente da AICEP, Miguel Frasquilho, do Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, e de Júlio de Sousa, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Mecachrome, a assinatura decorrerá numa cerimónia, no próximo dia 3 de fevereiro, no Palácio de D. Manuel em Évora, pelas 17:00h.

FRUTOS SECOS NO ALENTEJO: INVESTIMENTO DE 1 MILHÃO

O concelho de Ferreira do Alentejo prepara-se para a criação de mais uma unidade industrial, neste caso dedicada à produção, transformação e comercialização de frutos secos.

O investimento está avaliado em cerca de um milhão de euros; o primeiro passo deu-se com a venda de 5 lotes no Parque de Empresas de Ferreira do Alentejo, por parte da autarquia à empresa Migdalo, promotora do investimento.

LITORAL ALENTEJANO: 7 MILHÕES PARA MELHORAR O AMBIENTE |

A Ambilital, EIM – Investimentos Ambientais no Alentejo anunciou que o orçamento para 2016 será de 7 milhões de euros.

Esta empresa é a responsável pela gestão de resíduos de cinco municípios do Litoral Alentejano: Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines e Odemira, aos quais se juntam Aljustrel e Ferreira do Alentejo.

ÉVORA QUER CENTRO COMERCIAL NAS PORTAS DE AVIS

A Câmara Municipal de Évora vai lançar um concurso público para a venda de um terreno municipal, junto ao centro histórico – numa área total de 28.500 metros quadrados, entre a rotunda das portas de Aviz e o aqueduto das Águas de Prata - destinado à construção de um centro comercial.

O valor base deste concurso público é de 4,4 milhões de euros e a proposta para a sua realização foi apresentada pela gestão CDU, tendo sido aprovada por unanimidade, na mais recente reunião pública de câmara.

ÁGUAS PÚBLICAS DO ALENTEJO INVESTE 34,8ME

Até 2020, a Águas Públicas do Alentejo (AgdA) - responsável pela recolha e tratamento de águas residuais urbanas em 21 municípios da região -vai investir 34,8 milhões de euros –com apoios comunitários - em vários concelhos, dando assim continuidade ao plano de investimentos na área do saneamento de águas residuais.

INVESTIMENTO NA LINHA DO ALENTEJO

A Infraestruturas de Portugal (IP) deu luz verde para avançar com os principais projetos de modernização da rede ferroviária nacional, inscritos no PETI- Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas, delineado pelo anterior Governo e classificados como projetos prioritários pelo Grupo de Trabalho para as Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado (GTIEVA), de acordo com a notícia avançada pelo Económico.

Páginas