Está aqui

Investimento

GOVERNO COM 35 M/€ PARA RESTRUTURAR A VINHA

São mais de 35 milhões de euros a verba disponível em linha de crédito criada pelo Governo para ajudar na reestruturação da vinha ao abrigo do programa VITIS, co-financiado pela união Europeia.

As candidaturas terminam no final de janeiro e os interessados devem realizar as inscrições on-line, na página do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas – IFAP.

 

Imagem de i.tlthings.net

EDIFÍCIOS HISTÓRICOS DO NORTE ALENTEJANO VÃO REVIVER

O pontapé de saída foi dado pelo deputado socialista pelo círculo de Portalegre, Luís Moreira Testa – em final de outubro - que queria ver o Convento de S. Francisco, um importante património da cidade de Portalegre, recuperado e valorizado ao abrigo do projeto “Revive” de modo a que se transforme num ativo económico, a par da igreja de S. Francisco e da Fábrica Robinson.

Esta semana, o Governo deu continuidade a este pedido, sendo o convento de S. Francisco um dos 30 edifícios incluídos neste programa onde o distrito de Portalegre é o distrito mais representado.

IA SER NOVO HOTEL NO ALENTEJO E ARDEU

O Alentejo ia poder contar com um novo hotel. Tratava-se da requalificação do Convento de São Paulo, em Elvas (Portalegre) e que iria ser transformado numa unidade hoteleira, sendo o primeiro de 30 edifícios públicos que o Governo Português irá concessionar a privados, ao abrigo do Programa de Valorização do Património.

EMBRAER INVESTE MAIS DE 90 MILHÕES EM ÉVORA

A Embraer tem em curso dois novos projetos de investimento nas fábricas de Évora, com apoios comunitários, num valor global de 93,6 milhões de euros, revelou o presidente da empresa em Portugal, Paulo Marchioto. Segundo este, neste momento a empresa está “a fazer a ampliação das fábricas, estamos a aumentar a de [estruturas] metálicas em oito mil metros quadrados e a adquirir novas máquinas", e ao mesmo tempo a “introduzir novas tecnologias", declarou à Lusa.

ÉVORA CONQUISTA MILHÕES EM INVESTIMENTO EMPRESARIAL

A cidade alentejana de Évora, que há 30 anos conquistou a distinção de Património Mundial da UNESCO, parece estar a tornar-se num polo de atração de investimento. Como o Tribuna Alentejo vem noticiando, são vários os grupos empresariais que têm apostado na dinamização da cidade e em novas formas de negócio, sobretudo desde 2012, como foi o caso, por exemplo, do grupo Lux Hotels, que transformou o emblemático centro comercial Eborim num hotel. Ao todo, estima-se que Évora tenha conseguido atrair cerca de 170 milhões de euros em investimento privado.

BEJA: O AEROPORTO QUE NÃO DESCOLA

Depois de ter sido inaugurado com pompa e circunstância acreditava-se que podia ser mais um foco de desenvolvimento do Alentejo, mas passados 5 anos permanecem as dúvidas e controvérsias sobre o seu sucesso e viabilidade. A operar desde 2011, o aeroporto de Beja – um investimento de cerca de 33 milhões de euros - está quase sem atividade e aquém das expectativas da população, empresários e autarcas, que criticam a “falta de vontade política” para desenvolver a infraestrutura.

ÉVORA VAI REQUALIFICAR O CENTRO HISTÓRICO

O centro histórico de Évora e o seu comércio vão contar com um investimento de cerca de 15 milhões de euros, com apoio de fundos comunitários, através do programa Portugal 2020.

SOL CAPTA INVESTIMENTO NO ALENTEJO

Ainda está em fase de apreciação, mas deu entrada no Banco Europeu de Investimento, a 18 de abril, um pedido de financiamento 50 milhões de euros para a construção de duas centrais de energia solar no Alentejo. O investimento total do projeto é de 100 milhões de euros.

AEROPORTO DE BEJA - 5 ANOS AGRIDOCES

Começou com pompa e circunstância e acreditava-se que podia ser mais um foco de desenvolvimento do Alentejo, mas, passados 5 anos – realizados esta semana – ficam dúvidas sobre o seu sucesso e viabilidade.

No entanto, já se procuram soluções para tirar o máximo rendimento da infraestrutura que surgiu da adaptação a aeroporto civil da base militar aérea nº 11, que, por sua vez, tinha surgido de antiga uma pista alemã.

ALENTEJO 2020 COM 7,7 MILHÕES DE EUROS PARA EMPRESAS

Ao abrigo do programa Alentejo 2020, foram abertos 5 concursos para o Sistema de Apoio a Ações Coletivas, no domínio da Competitividade e Internacionalização, com uma dotação total de 7,750 milhões de euros.

Páginas