Está aqui

Insolvências

Insolvência de Centro Comunitário em Portalegre arrasta 30 pessoas para o desemprego

O Centro Social e Comunitário de São Bartolomeu, em Portalegre, entrou em insolvência, arrastando cerca de 30 trabalhadores para o desemprego, revelou a Associação de Pais e Amigos da instituição.

Em declarações à Lusa, Ana Salomé de Jesus, presidente da Associação de Pais e Amigos do Centro Social e Comunitário de São Bartolomeu (APASBart), lamenta a situação, considerando que foi provocada por “desleixo”, pela forma como a instituição foi gerida ao longo dos últimos tempos. “A direção deveria ter estado mais presente e nunca esteve”, acrescentou.

ALENTEJO COM MENOS INSOLVÊNCIAS

De acordo com os números divulgados pelo Centro de Estudo do Instituto Informador Comercial (IIC), no distrito de Portalegre registaram-se vinte insolvências, o número mais baixo do índice de insolvência das empresas

O distrito de Évora registou quarenta e cinco insolvência -  uma redução de 4, comparativamente ao ano transato e menos 8 que em 2014 – ao passo que no distrito de Beja se tem verificado a situação inversa com um aumento do número de empresas insolventes dezasseis em 2016, um aumento em relação aos anos anteriores.