Está aqui

INE

ALENTEJO IMPULSIONA PRODUÇÃO NACIONAL DE AZEITONA

A produção de azeitona para azeite cresceu 20% quando comparada com 2014, num total de 526 mil toneladas. A nota é dada pelo Boletim Mensal de Agricultura e Pescas do INE de janeiro de 2016, que refere que estes resultados se devem sobretudo pela produção no Alentejo.

Segundo o INE, o aumento na produção de azeitona não é uniforme e o verifica-se que é o Alentejo (maior região produtora, com grandes áreas de olivais regados) o principal responsável pela recuperação da produção para quantitativos acima das 500 mil toneladas de azeitona para azeite.

INGLESES E ESPANHÓIS AUMENTAM PROCURA DO ALENTEJO

O número de dormidas no Alentejo aumentou em Novembro 16% face ao mesmo período do ano anterior, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os mesmos dados que revelam um aumento da procura em termos gerais no país, mas com destaque para o Alentejo, cujas dormidas de residentes cresceram 7,4% e as de não residentes em 37,6%.

A contribuir para este aumento estiveram os mercados britânico e espanhol.

ALENTEJO AUMENTA DORMIDAS EM 9%

O volume de dormidas no Alentejo voltou a aumentar segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Se comparar-mos o mês de Outubro com igual período homólogo notamos um crescimento de 8,9%. As receitas das unidades hoteleiras também tiveram uma tendência de crescimento sendo que o rendimento médio por quarto subiu de 2014 para 2015 de 18,5 euros para 21,7 euros.

Imagem de capa daqui.

ALENTEJO FOI O MAIS PROCURADO EM AGOSTO

O INE divulgou os números das dormidas, durante o mês de Agosto, nas diferentes regiões do País.

DESEMPREGO CAI E ECONOMIA CRESCE

Segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística e avançados pelo jornal Económico, a taxa de desemprego no país caiu no passado mês de julho para níveis inferiores aos de 2010, situando-se agora nos 12,1%.

ECONOMIA CRESCEU 1,6% NO 1º TRIMESTRE

A Economia nacional terá crescido 1,6% no segundo trimestre e, no segundo, e de acordo com estimativas do INE divulgadas esta semana, o PIB (Produto Interno Bruto) subiu 1,5% no segundo trimestre em relação ao mesmo período de 2014.

ALENTEJO LITORAL COM O MELHOR ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO

O INE divulgou esta segunda-feira um indicador que mede a evolução das 23 sub-regiões portuguesas em três dimensões distintas. O Alentejo Litoral, a região de Leiria e o Alto Minho estão nos primeiros lugares.
 

ALTO ALENTEJO LÍDER NA QUALIDADE AMBIENTAL

A análise do Índice Sintético de Desenvolvimento Regional, referentes a 2013, foi hoje divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e revelou que, ao nível do índice de qualidade ambiental, o Alto Alentejo é líder (110,72), imediatamente à frente da Região Autónoma da Madeira (110,22), Trás-os-Montes (108,61) e Beiras e Serra da Estrela (109,42).

O estudo, que este ano incidiu sobre 25 regiões Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos (NUTS) III – facto pelo qual não permite a comparação com estudos anteriores – revela ainda outros dados interessantes, embora espectáveis, como a liderança da Área Metropolitana de Lisboa (AML) no índice de desenvolvimento regional (106,84), logo seguida do Alto Minho (102,24), Área Metropolitana do Porto (101,15) e Região de Aveiro (101,02).

HOTÉIS NO ALENTEJO

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelam que a Hotelaria continua a crescer no Alentejo e que as dormidas tiveram um aumento comparativamente ao ano transato.

Só em março, e comparativamente com igual mês do ano passado, o aumento foi de 6,3%.

Os hotéis alentejanos registaram até finais de março um total de 208 531 dormidas, um aumento de 29745 dormidas em igual período do ano passado.

A estada média nos nossos hotéis é de 1,6 noites por pessoa.

A nível nacional houve também um grande crescimento, com destaque para os Açores com 19,1% e o Norte com 17,8%.

Em fevereiro, por exemplo, registaram-se 2,2 milhões de dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 11,2% (em janeiro havia sido de 13,4%), com destaque para aumento dos mercados externos (8,1%) e interno (18,5%).

No ano passado os hotéis alentejanos registaram 1 305 473 dormidas, num total nacional de 46 121 938.

INE: Desemprego subiu

Segundo o Instituto Nacional de Estatística Portugal ganhou em dois meses mais 29,5 mil desempregados, com o número total a chegar às 713,7 mil pessoas.

No final de novembro, a taxa de desemprego, de acordo com o INE, chegou a 13,9% da população activa, com os jovens a ser os mais penalizados: 128,1 mil desempregados têm menos de 24 anos, como avançou ontem o Diário de Notícias.

Páginas