Está aqui

Hospital de Évora

Novo caso de legionella leva Hospital de Évora a ficar sem água quente

O Hospital de Évora está sem água quente desde que um novo caso de legionella foi detetado em maio.

Serão já cerca de 20 dias sem água quente de modo a evitar um surto desta bactéria e tem sido várias as queixas de utentes e funcionários.

O diário nacional “Correio da Manhã” tentou confirmar há quantos dias a situação se verifica mas ninguém o confirmou, no entanto, o departamento de Relações Públicas, em nota enviada à comunicação social, confirmou o corte de água quente e as razões que levaram a isso: a deteção de um novo caso de legionella nas instalações do hospital.

Menina com um ano e oito meses morre em Évora após receber alta hospitalar

Uma bebé com um ano e oito meses de idade, morreu na segunda-feira depois de ter recebido alta médica do Hospital de Évora. A menina, Beatriz Batalha Martins, foi atendida no fim-de-semana no Centro de Saúde de Portel com insuficiência cardíaca, tendo sido transferida para o Hospital de Évora de imediato, onde passou a noite.

Na segunda-feira recebeu alta hospitalar e já em casa entrou em paragem cardiorespiratória, acabando por falecer no Hospital para onde foi novmente levada, apesar das manobras de reanimação dadas pelos bombeiros.

Alentejo sem um único reumatologista

O país conta com 177 reumatologistas no total. Segundo Augusto Faustino, presidente do colégio de reumatologia da Ordem dos Médicos, ao jornal "Público", pouco mais de uma centena trabalha no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e nenhum presta serviço no Alentejo onde "os problemas são mais graves".

HOSPITAL DE ÉVORA AVALIADO COMO O MELHOR DO ALENTEJO

O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE EPE) foi considerado o melhor hospital do Alentejo numa avaliação realizada pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS) aos cuidados de saúde em Portugal.

No que se refere a serviços, este hospital destacou-se nas áreas da Cirurgia Geral, da Pediatria, dos Cuidados Intensivos Neonatais e da Cardiologia.

ÉVORA: HOSPITAL DA MISERICÓRDIA COM AMPLIAÇÃO DE 3ME

O Hospital da Misericórdia de Évora vai ser ampliado já em 2018 com o objetivo de criar novas valências como, por exemplo, Imagiologia, atendimento permanente, entre outros.

Num investimento de cerca de três milhões de euros, este hospital alentejano – inaugurado em 202 - sofreu, nos últimos anos, uma procura cada vez maior e a ampliação tornou-se prioridade para a Santa Casa da Misericórdia de Évora, proprietária.

HOSPITAL DE ÉVORA DEPENDENTE DA REPROGRAMAÇÃO DE FUNDOS COMUNITÁRIOS

Na semana em que se debate na especialidade a proposta de Orçamento do Estado para 2018 e onde o Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, revelou que a dívida total do Serviço Nacional de Saúde ascende a 2 mil milhões de euros e que o governo se prepara para injetar 1400 milhões de euros no SNS em 2018, anunciou-se também que o concurso para construção de um novo hospital no Seixal avançará ainda esta semana.

GOVERNO ASSEGURA QUE HOSPITAL DE ÉVORA AVANÇA EM 2018

São mais 239 milhões de euros que a Saúde vai ter em 2018 – comparativamente a 2017 - no Orçamento de Estado de 2018 e que servirão, essencialmente, para a construção de novos centros de saúde e lançar o concurso público do novo hospital de Lisboa e o novo hospital de Sintra, e iniciar os projetos dos Hospitais de Évora e também do Seixal.

A previsão é a de um crescimento de cerca 16,1% do investimento, que passa também pela contratação de mais médicos para os cuidados de saúdes primários e reabilitação e reequipamento das unidades de saúde.

NOVO HOSPITAL DE ÉVORA ABSORVE 83% DO INVESTIMENTO EM 2017

Mais de 83% do orçamento de 2017 para a saúde no Alentejo destinam-se à construção do novo Hospital de Évora
 

HOSPITAL DE ÉVORA NO TOP 15 NACIONAL

O HESE - Hospital do Espírito Santo de Évora integra a lista dos 15 melhores do Serviço Nacional de Saúde (SNS) de acordo com um estudo elaborado por uma empresa que realiza estudos de benchmarking em saúde e divulgado recentemente.

O ranking foi elaborado de acordo com vários critérios como o índice de mortalidade, as complicações e tempo de internamente, entre outros, tendo sido avaliados todos os hospitais do SNS, quarenta e um, à exceção dos hospitais monográficos (oncológicos, psiquiátricos e de reabilitação) dada a sua especificidade e incomparabilidade.

GOVERNO GARANTE QUE NOVO HOSPITAL EM ÉVORA VAI AVANÇAR

A garantia é dada ao jornal Expresso por Adalberto Campos Fernandes, Ministro da Saúde, que defende que o orçamento para a saúde em 2017 prevê a construção de três novas unidades hospitalares, "em Lisboa, Seixal e Évora". Apesar de ainda não se conhecer o Orçamento do Estado o ministro garante que o sector "está numa trajetória de recuperação e de dotação do SNS de meios adequados."

Imagem de capa de Luis Ribeiro, para tempomedicina.com