Está aqui

Galp

Sines vai ter refinaria de lítio sustentável

O complexo de Sines é o local escolhido pela petrolífera portuguesa Galp e pela mineira britânica Savannah Resources para “implementar uma refinaria sustentável de processamento de lítio em Portugal, que produza entre 25 a 35 mil toneladas por ano de lítio refinado de elevada qualidade (battery grade), suficiente para a produção de mais de 1 milhão de veículos elétricos por ano na União Europeia”.

Bruxelas atribui 30 milhões a projeto de investigação de hidrogénio em Sines

A Comissão Europeia vai atribuir um subsídio de 30 milhões de euros a uma candidatura portuguesa a um projeto de investigação para testar a produção de hidrogénio verde em Sines, adianta o jornal Público.

EDP e Galp saem do consórcio de hidrogénio para Sines

A EDP confirmou que irá sair definitivamente do consórcio de hidrogénio H2Sines, anunciou fonte oficial da empresa. De acordo com o jornal ECO e o Dinheiro Vivo, a Galp irá igualmente sair do projeto.

Galp expande rede de carregadores elétricos no Alentejo

A Galp irá duplicar a sua rede de carregadores para carros elétricos e híbridos plug-in até final de 2021 e há 3 concelhos alentejanos contemplados: Elvas, Montemor-o-Novo e Sines.

No total nacional, a GalpElectric, quer ter, no final do ano, mais de mil tomadas para carregamento destes veículos, adianta a Dinheiro Vivo.

Além de um forte reforço nas áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, onde se situa a maioria dos clientes destes serviços, também Funchal, Guarda, Castelo Branco e Celorico da Beira serão contemplados com este novo investimento.

Sines vai refinar todo o combustível que Portugal precisa

A concentração em Sines de toda a refinação de combustíveis do país não é um risco para a segurança energética nacional, segundo a Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE).

A garantia surge na sequência da decisão da Galp, tomada a semana passada, de acabar com a refinação na segunda refinaria portuguesa que existe em Matosinhos. A ENSE assegurou ainda hoje à TSF que Portugal tem reservas de combustíveis suficientes para um funcionamento e abastecimento normal de todo o país durante 90 dias.

Galp fecha Matosinhos e concentra atividade de refinação em Sines

A Galp vai concentrar todas as suas atividades de refinação em Sines e descontinuar o complexo de Matosinhos a partir de 2021, anunciou a empresa em comunicado.

De acordo com o jornal ECO, a decisão foi mal recebida pelos investidores, com as ações da petrolífera a tombarem 6%. A Galp justificou a decisão com “as alterações estruturais dos padrões de consumo” que levaram a empresa a fazer uma “rigorosa avaliação” das alternativas.

Porto de Sines: Medway e Galp estabelecem parceria para transportar GNL

A empresa Medway e a Galp acabam de estabelecer uma parceria que tem como objetivo o transporte integrado de gás natural liquefeito (GNL) a partir do Porto de Sines, avança o Jornal Sudoeste.

De acordo com fonte da Medway, o contrato será assinado durante esta semana e “prevê o transporte anual de 800 contentores, a partir de Sines, para as diversas Unidades de Armazenamento Gaseificado (UAG's), que se encontram maioritariamente a norte da região do Douro”.

Paragem da refinaria de Sines. Galp não consegue escoar combustíveis

A Refinaria de Sines vai parar a partir do dia 4 de maio, por um período de um mês, porque a Galp não tem como escoar o produto produzido, isto é, combustíveis.

Refinaria de Sines oferece 10 mil euros em combustível aos Bombeiros de Santo André

Com o contrato de petróleo a atingir -37,63 dólares pela primeira vez na história, a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus diminui a procura pelo petróleo - e seus derivados - em todo o mundo. Não será esta a motivação da Refinaria de Sines ao ter oferecido aos Bombeiros Voluntários de Santo André, 10 mil euros em combustível e que estes agradecem.

Finou-se a ameaça do petróleo na Costa Alentejana

A Galp e a Eni tomaram a decisão de abandonar o projeto de prospeção e eventual exploração de petróleo na bacia marítima do Alentejo.

É uma decisão sensata, que resulta da luta de muitos para que a ameaça sobre a costa vicentina e sobre o mar alentejano fosse combatida e eliminada.

Páginas