Está aqui

Financiamento

Santiago do Cacém vai ter novo Centro de Saúde

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém acaba de anunciar que cedeu um terreno à Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), com 7 260 metros quadrados, com vista à construção do novo Centro de Saúde.

Em comunicado, a autarquia explica que “disponibiliza o terreno a título gratuito, em virtude de se destinar à construção de um Centro de Saúde e o mesmo ser de manifesto interesse público, e que foi aceite pela ULSLA”.

Évora integra aliança europeia universitária financiada em 14M€

A Universidade de Évora, que integra a Aliança de Universidades Europeias EU GREEN, acabou de ver aprovado, pela Comissão Europeia (CE), o seu plano de trabalho para quatro anos, num financiamento global de 14,4 milhões de euros.

Governo financia com 15M€ nova residência estudantil em Beja

O Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) anunciou que irá construir uma nova residência estudantil, num financiamento de 15 milhões de euros, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

De acordo com o portal do Governo “Recuperar Portugal”, a obra será executada até 2026, e resulta de uma candidatura do IPBeja em parceria com a Câmara Municipal da cidade, tendo sido aprovada pelo Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES).

Castro Verde atribui mais de 500 mil euros a Juntas de Freguesia

A Câmara Municipal de Castro Verde atribuiu, neste ano de 2022, um total de 569 364 euros às Juntas de Freguesia de Entradas, Santa Bárbara de Padrões, S. Marcos da Atabueira e à União das Freguesias de Castro Verde e Casével, para “apoiar e financiar o trabalho desenvolvido pelas Juntas de Freguesia do concelho”.

Em comunicado, a autarquia refere que, deste montante total, 419 364 euros se referem a Contratos Interadministrativos e a Acordos de Execução, enquanto 157 mil euros se referem a Acordos de Cooperação, para concretização de investimento na área das freguesias.

Odemira financia resposta local para apoiar cuidadores informais

A Câmara Municipal de Odemira acabou de estabelecer um protocolo de colaboração com a TAIPA – Organização Cooperativa para o Desenvolvimento Integrado do Concelho de Odemira, de forma a “garantir o financiamento e a continuidade do Projeto Cui(Dar)+ , uma resposta local de apoio aos cuidadores informais”.

Direção-Geral das Artes apoia projetos no Alentejo com 150 mil euros

A Direção-Geral das Artes (DGArtes) vai apoiar 160 projetos de artes performativas, no domínio da criação e edição, num financiamento de 3,2 milhões de euros.

Alto Alentejo recebe 15 milhões para barragem do Pisão

A Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) anunciou que recebeu a primeira tranche do financiamento para a construção da barragem do Pisão, no concelho de Crato, no valor de 15,6 milhões de euros, adianta a agência Lusa.

De acordo com a CIMAA, entidade responsável pela execução do projeto do Empreendimento de Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Crato, os 15,6 milhões de euros correspondem a “13%” do valor de financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), para “fazer frente” aos custos associados aos trabalhos prévios necessários nesta fase.

Incentivos às PME do Alto Alentejo

Decorrerá dia 27 de outubro, o Webinar de Apresentação de Incentivos às Pequenas e Média Empresas (PME) do Alto Alentejo.

No âmbito do Projeto ALTO ALENTEJO INMOTION e com organização da Associação Empresarial da Região de Portalegre – NERPOR, a sessão terá início às 10 horas, e irá contar com a presença de várias instituições regionais e nacionais que irão divulgar apoios e incentivos a todas as empresas presentes.

Governo assina hoje contrato de financiamento para barragem do Pisão

O Governo vai assinar hoje, sexta-feira, o contrato de financiamento com a Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) para a construção da barragem do Pisão, no concelho de Crato, em Portalegre, no valor de 120 milhões de euros.

Em comunicado, citado pela agência Lusa, a CIMAA revelou que, a partir das 10:30 de sexta-feira, no concelho de Crato, decorre a sessão oficial de lançamento do projeto e assinatura do respetivo contrato de financiamento, que engloba os 120 milhões de investimento já inscritos no Programa de Recuperação e Resiliência (PRR).

Programa Bairros Saudáveis sofre “impasse” no financiamento

O Programa Bairros Saudáveis registou “um impasse” no financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que atrasou o início dos 246 projetos aprovados, exigindo-se a prorrogação do prazo até final de 2022.

Em declarações à agência Lusa, Helena Roseta, coordenadora do projeto, afirmou que “tivemos um impasse no programa, tivemos que suspender, porque não se conseguia resolver o impasse, porque não conseguíamos assinar o protocolo com a Estrutura de Missão do PRR”.

Páginas