Está aqui

Declaração de Impacte Ambiental

Nova Central Solar no Alentejo fornece energia limpa a 141 mil casas

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) acabou de aprovar a versão revista do projeto da Central Solar de Cercal do Alentejo que, com uma capacidade instalada estimada de 275 MW, irá fornecer energia limpa a 141 mil casas, através da produção de 596 GWh de energia, por ano.

De acordo com a Green Savers, a Aquila Clean Energy, empresa que vai implementar o projeto, tinha feito alterações no âmbito da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas condicionada, emitida no ano passado.

“Juntos pelo Cercal do Alentejo” contesta nova central fotovoltaica

O movimento cívico “Juntos pelo Cercal do Alentejo”, composto por cidadãos ligados à região, opõe-se à construção da central fotovoltaica da Central Power e tenciona utilizar todos os meios possíveis para impedir a concretização do projeto aprovado no passado dia 29 de julho.

De acordo com o Observador, o movimento lançou ainda uma campanha de crowdfunding para recolha de fundos para as despesas desta causa, que já captou mais de 5 000 euros.

Central Solar em Cercal do Alentejo obtém parecer ambiental favorável

O projeto de uma central solar, que prevê a instalação de 553 800 painéis fotovoltaicos, em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, obteve Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas com condicionantes.

De acordo com a agência Lusa, o Título Único Ambiental, emitido pelo Governo, a 29 de julho, refere que a DIA teve decisão favorável, mas condicionada, por parte da Agência Portuguesa do Ambiente.