Está aqui

dança

PédeXumbo recupera tradição dos “bailes mandados” em todo o país

A PédeXumbo – Associação para a Promoção da Música e da Dança, com sede em Évora, lançou um novo projeto, “De volta aos Bailes Mandados em Portugal”, um dos dez vencedores da 4.ª edição do programa “Tradições”, da responsabilidade da EDP.

De acordo com a Renascença, um dos objetivos do projeto é promover momentos de partilha entre bailadores e mandadores de diferentes danças mandadas, em três regiões de Portugal (norte, centro e sul do país). Além disso, a iniciativa pretende resgatar esta prática informal em bailes e promover a sua valorização.

Festival Andanças encontrou nova casa já para 2021

Com sede em Évora, a associação organizadora do festival encontrou na Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz o parceiro ideal e na aldeia de Campinho, no concelho de Reguengos de Monsaraz, a nova casa do Festival Andanças.

O ano 2021, de 18 a 22 de agosto, marca o regresso deste festival da Associação PédeXumbo e que se estabelece agora em Campinho para 5 dias de música, dança e outras atividades, para todas as idades.

Festival “Desdobra-te” tem início hoje e decorre até domingo em Évora

A segunda edição do Festival “Desdobra-te”, dedicado à dança e outras artes e da organização da Associação PédeXumbo, tem início hoje, dia 26 de novembro, com o concerto “Kata e João tocam música bonita para vocês” e os espetáculos “Eu Versus Meu” do bailarino Pedro Sampaio e “Poros” de Madrasta Dance, em Évora.

De acordo com a Renascença, o festival decorre até domingo, e tudo está “pensado para receber os participantes com as regras de segurança, higiene e distanciamento a que devemos obedecer, proporcionando-lhes ao mesmo tempo bem-estar e conforto.”

Um convite a “desdobrar-se”, a quebrar estereótipos e atravessar fronteiras

O novo Festival da PédeXumbo faz um convite a “desdobrar-se”.

Em Évora, a reconhecida associação alentejana vai trazer o “Desdobra-te” – Festival de Dança e Outras Artes e que vai invadir a cidade de 22 a 24 de novembro, prometendo quebrar estereótipos e atravessar fronteiras no contexto da dança tradicional (e não só!).

Novembro é o mês da dança e esta iniciativa – que conta com o envolvimento de vários parceiros e entidades - será o evento de maior dimensão já realizado por esta associação com quase 25 anos.

2 anos depois: Andanças regressa ao local do incêndio

Dois anos depois do incêndio que destruiu mais de 400 viaturas estacionadas junto ao recinto do certame e que ocorreu durante a realização do Festival Andanças, nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas, em Castelo de Vide, o local voltará a ser o palco deste festival icónico do Alentejo.

O regresso ao local já foi confirmado pelo presidente da Câmara de Castelo de Vide que referiu ainda um reforço de segurança e que o festival já foi autorizado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Companhia de Dança de Évora vai atuar na Dinamarca

A CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora vai dar início à nova temporada com a apresentação de Tristão e Isolda, a mais recente criação da coreografa Nélia Pinheiro,.

Em setembro, a obra será apresentada em Oeiras e no Posthus Teatret, em Copenhaga, capital da Dinamarca.

Esta criação estreou.se em maio, em Castelo Branco, por ser uma encomenda do Município de Castelo Branco à coreógrafa Nélia Pinheiro, numa parceria com a CDCE como entidade co-produtora.

Em Évora, tudo se passa à volta de um mastro

“Um mastro por um dia” é uma proposta artística da Associação PéDeXumbo.

“O mastro como um pau que se ergue para chegar ao céu e assim agradecer, sabe-se lá a quem, uma boa nova que aconteceu ou que aí vem…

O momento de dançar à volta desta marca, a celebração do que é o trabalho em comunidade para um fim, o derrubar o mastro…

O fecho de uma promessa de festa que não acaba!...”

Castelo De Vide numa “Roda Viva” com o Andanças

Castelo de Vide vai dançar e andar numa “Roda Viva” com o início da 23ª edição do Festival Andanças e que decorrerá de 1 a 5 de agosto, em Castelo de Vide.

Com o tema “Roda Viva”, esta edição do festival conta com 8 palcos e com mais de 300 atividades entre oficinas, animações para crianças e famílias, bailes, concertos, atividades de relaxamento e desenvolvimento pessoal, além de vários passeios, cinema, teatro, performance e sessões de DJ.

Vai querer entrar quando começar "Lá Fora"

Todos vão querer entrar quando começar o “Lá Fora”!

A 5ª edição do Festival Internacional de Artes Performativas, em Évora,  de 7 a 10 junho, contará com vários artistas e diferentes iniciativas de várias áreas artísticas, da dança, à multimédia e às artes performativas.

Crato: Waking Life quer desligar o mundo digital

Já há cartaz para a segunda edição do Festival Waking Life e que acontecerá no Crato, 15 a 19 de agosto, na floresta, com um lago ao lado – o festival procura a mistura com ambientes naturais e promoção de práticas sustentáveis - e com mais de uma centena de atuações de músicos e DJ, especialmente de música eletrónica, mas também de jazz e música africana.

Páginas