Está aqui

Ciganos

Alentejo: mediadores interculturais vão integrar ciganos e migrantes

Os municípios alentejanos de Moura, Serpa e Beja vão passar a contar com uma nova profissão nos seus concelhos, a de mediador intercultural.

A intenção é a de apoiar os processos de integração das comunidades mais vulneráveis dos seus concelhos e realizar uma “intervenção sólida junto das comunidades e dos serviços”, integrando a comunidade cigana e a mais recente vaga de migrantes.

Moura, Beja e Elvas: 93 mil euros para integração de comunidades ciganas

O programa para integração de comunidades ciganas e que quer reforçar a participação das pessoas ciganas na tomada de decisões locais contará com um financiamento de 93 mil euros; envolve cerca de 100 pessoas das comunidades cigana de Moura, Beja e Elvas, além de Figueira da Foz, Torres Vedras, Barcelos e Seixal, onde serão criados grupos ativos de interação.

“CAMINHANTES SEM VOZ” OS CIGANOS DO ALENTEJO

Já deu a volta ao mundo e recebeu inúmeros elogios e destaques. Agora chega a Évora a exposição “Caminhantes sem voz”, uma exposição de Adalrich Malzbender que retrata os ciganos do norte-alentejano.

Adalrich Malzbender, alemão - médico de formação – apaixonou-se e casou com uma alentejana, natural de Portalegre, e com isso nasceu também a paixão pelo Alentejo; desde as planícies, às aldeias, mas e sobretudo com as pessoas.