Está aqui

Censos 2021

Projeto do Alqueva não travou perda de população no Alentejo

Apesar de terem sido investidos quase 4 mil milhões de euros no projeto hidroagrícola do Alqueva, nos cinco concelhos do distrito de Beja que concentram 85% de olival moderno, a perda de população entre 2011 e 2021 superou os 7 500 habitantes.

De acordo com o jornal Público, este investimento não travou a perda de população nestes concelhos, nem fixaram a população imigrante que aporta todos os anos à região do Alqueva para trabalhar, na sua esmagadora maioria, na colheita da azeitona e ou nas vindimas.

Censos 2021 – Péssimos resultados para o Alentejo

Neste momento já se encontram publicitados os resultados dos Censos 2021. Na realidade, são os resultados apurados antes da conclusão de todo o processo de tratamento e validação final da informação. Os mesmos baseiam-se em contagens das unidades estatísticas provenientes da fase de recolha.

Dos resultados apresentados podemos observar que a população residente em Portugal, à data de referência dos Censos 2021, é de 10 347 892, representando um decréscimo de 2,0% face a 2011.

Alentejo tem “qualidade de vida” mas faltam “medidas fortes” para fixar pessoas

No âmbito do decréscimo populacional expressivo no Alentejo, revelado pelos dados preliminares dos Censos 2021, Carlos Pinto de Sá, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), afirma que esta “é uma preocupação que permanece e que se aprofunda”.

Em declarações à Renascença, o também autarca de Évora refere que “o que temos vindo a assistir nos últimos anos é, exatamente, a um agravamento da saída de pessoas sem a sua substituição”.

Censos 2021: Portalegre é o distrito que mais perdeu habitantes

Portalegre é a capital de distrito que mais perdeu população nos últimos dez anos, com uma queda de 10,3%, de acordo com os dados preliminares dos Censos 2021 divulgados, que revelam que apenas seis das 18 capitais distritais ganharam habitantes.

Segundo a agência Lusa, Portalegre é igualmente o município capital de distrito com menor número de habitantes: 22 369 (eram 24 930 em 2011).

Alentejo é quem mais perde população, diz Censos 2021

Hoje dia 28 de julho, o INE divulga os Resultados Preliminares do XVI Recenseamento Geral da População e VI Recenseamento Geral da Habitação - Censos 2021, menos de 4 meses após o momento censitário, dando cumprimento à estratégia de difusão prevista no Programa de Ação para os Censos 2021.

Os Resultados Preliminares dos Censos 2021 revelam que a população residente em Portugal é 10 347 892. 

Primeiros resultados do Censos 21 divulgados a 28 de julho

A 28 de julho serão divulgados, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) os primeiros resultados dos Censos 2021.

Para já, sabe-se que 99,3% dos inquéritos foram preenchidos digitalmente, quer através do website (87,5%), quer da App móvel dos recenseadores (7,7%), quer nos ‘ebalcões’ nas Juntas de Freguesia (4,1%).

Arranca hoje a maior operação estatística nacional, o Censos 2021

Arranca hoje a maior operação estatística nacional, a primeira fase dos Censos 2021 com a distribuição das cartas com a informação necessária para a resposta à maior operação estatística do país.

O Instituto Nacional de Estatística, IP (INE) inicia a distribuição das cartas para resposta aos Censos 2021 em todos os alojamentos do país.

2021 é ano de Censos e procuram-se recenseadores

Já está em curso o processo de recrutamento e seleção de recenseadores para a operação CENSOS 2021.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) contratará cerca de 11 mil recenseadores. O registo de candidaturas deve ser efetuado online, em censos.ine.pt, sendo a seleção de candidatos realizada ao nível das autarquias locais.

Os CENSOS 2021 vão ter início em abril e as respostas serão, preferencialmente, dadas via Internet, recebendo todos os agregados uma carta com a informação necessária para a resposta aos CENSOS 2021 pela Internet.