Está aqui

Cante

Aniversário do Cante Património da Humanidade celebrado em Castro Verde

E já vão cinco anos desde a elevação do Cante a Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO e que transformou o dia 27 de novembro numa das datas mais simbólicas do “novo Alentejo”.

Será esta a data e o acontecimento que Castro Verde quer celebrar com um variado conjunto de iniciativas e que terão início logo pela manhã com “O Cante da Escola vai à Praça”, a partir das 11h, na Praça da República, e onde crianças do pré-escolar e do 1º ciclo do concelho.

Cuba é Cante e tradição

É com muito Cante Alentejano, com Sons do Mundo, com Folclore, Artesanato, Tabernas e Exposições que Cuba vai ter mais uma Feira do Cante e das Tradições.

De 31 de maio a 2 de junho, o concelho estará focado em promover-se, com os seus produtos, culturas e tradições.

A organização é da Câmara Municipal, da MODA – Associação do Cante Alentejano e o palco é toda a vila.

Espalhados a atuar pela vila alentejana estarão Grupos Corais, animação de rua com artes performativas, arruadas com os Caretos de Podence, a Milícia Templária de Tomar, as

O Cante chega a Washington

Como revelámos a semana passada, o país convidado da 15ª edição do festival de música,  cultura e natureza alentejano “Terras sem Sombra” serão os Estados Unidos.

Moura já prepara Dia de Reis

Ano novo e a tradição mantém-se em Moura com o tradicional Cântico aos Reis.

Cante(mos)

“Um povo que canta não pode morrer.” É esta a frase de Giacometti que tem lugar de destaque na Casa do Cante, em Serpa.

Quase a fazer quatro anos da nomeação do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o Cante reconquistou a sua importância no coração dos alentejanos e é agora presença assídua em eventos e festivais de música.

Património Mundial Alentejano vai estar exposto no Museu do Côa

Durante os três dias das Jornadas Europeias do Património – 28, 29 e 30 de setembro – que, nesta edição, se subordinam ao tema ‘Partilhar Memórias’, a Arte Pré-Histórica do Vale do Côa, Património Mundial, vai juntar-se ao Património Cultural Imaterial português, também detentor da chancela UNESCO e o Alentejo vai fazer-se representar pelos Bonecos de Estremoz, os Chocalhos de Alcáçovas e o Cante, expostos nas salas de exposição temporária do Museu do Côa.

Uma maratona de… Cante

A Câmara Municipal de Cuba, em colaboração com o Grupo Coral Raízes do Cante da Cuba, promove no próximo fim-de-semana a “1ª Maratona de Cante Alentejano”, que se enquadra no plano de salvaguarda do Cante Alentejano – Património Mundial Imaterial da Humanidade, reconhecido pela UNESCO em novembro de 2014.

A organização aguarda participação de mais de duas dezenas de grupos corais, ao longo de quinze horas consecutivas de encontros e partilha de cante.

O mundo do Cante reúne-se em Évora

Com o nome “Sou do Cante”, acontecerá a 19 de abril, no Teatro Garcia de Resende, um espetáculo de homenagem póstuma a Joaquim Soares do Grupo Cantares de Évora.

À iniciativa associaram-se muitos outros nomes fortes do Cante como a Ronda dos Quatro Caminhos, Mara, Amílcar Vasques-Dias, António Bexiga, Carlos Menezes e Márcio Pereira e que prometem uma grande noite que elevará bem alto o Património Imaterial da UNESCO.

A entrada é livre e sujeita a reserva.

 

O CANTE CHEGA A MACAU

A Casa de Portugal em Macau, celebrará o 25 de Abril com cante alentejano.

Serão os “Os Vocalistas”, um projeto com origem em Beja, mas com alentejanos de vários quadrantes que vão dar voz às celebrações do dia da Liberdade na ex-cidade portuguesa levando o Cante - Património Imaterial da Humanidade - e Portugal até ao Oriente numa iniciativa inédita e que os responsáveis da Casa de Portugal esperam que possa provocar uma reação positiva também nas pessoas não portuguesas.

 

Imagem de facebook.com/osvocalistas

 

OS SONS DO ALENTEJO RECEBEM HOMENAGEM

Os sons do Alentejo vão ser homenageados, no mês fevereiro, no Convento dos Remédios de Évora, com a exibição de conjunto de documentários etnomusicológicos dedicados ao Alentejo.

A iniciativa terá início no dia 7, pelas 18:30h, com a exibição de “Os Tamborileiros do Baixo Alentejo”, fragmentos de um inquérito musical em Vila Verde de Ficalho.

Os documentários a exibir fazem parte da série da RTP “O Povo que Canta”, uma realização de Alfredo Tropa e Michel Giacometti, feita nos anos de 1970 a 1974).

Páginas