Está aqui

Caça

Festival Ibérico do Javali conta com o saber do Chefe Hélio Loureiro

O Chefe Hélio Loureiro vai apresentar um showcooking em S. Marcos do Campo, Reguengos de Monsaraz, onde decorre – de hoje a domingo – o Festival Ibérico do Javali.

Organizado pelo Município de Reguengos de Monsaraz e a União das Freguesias de Campo e Campinho, este festival é uma homenagem aos recursos cinegéticos do concelho e conta com o javali como “o prato principal” e com muitos outros pratos de caça, numa iniciativa que conta ainda com stands de artigos de caça.

MARVÃO EM HOMENAGEM À CAÇA

Mesmo a tempo das épocas festivas, de 23 de dezembro e até ao dia de Reis, a 6 de janeiro, o Município de Marvão promove a VII Quinzena Gastronómica da Caça.

Em onze restaurantes do concelho pode disfrutar dos melhores pratos confecionados com peças de caça da lebre à perdiz, passando pelo pombo bravo, javali, veado, entre outros.

ALENTEJO RECEBE II CONGRESSO IBÉRICO DE CAÇA E CONSERVAÇÃO

Nos próximos dias 2 a 3 de junho, Évora vai receber o II Congresso Ibérico de Caça e Conservação e quer debater temas de elevada importância para os caçadores, tais como as políticas ambientais e impacto destas na caça menor, o controlo de predadores e a gestão de caça menor e maior.

Esta é uma organização da Fencaça – Federação Portuguesa de Caça, e que conta com o Alto Patrocínio do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, co-organizador do evento junto com o Turismo do Alentejo e Ribatejo e da Federación Extremeña de Caza (Fedexcaza).

 

NÃO HÁ COELHOS PARA CAÇA NO BAIXO ALENTEJO

Numa peça assinada por Roberto Dores para o DN, caçadores dizem estar a assistir à extinção da lebre que está a ser dizimada desde 2012 pela febre hemorrágica e defendem mesmo a proibição da caça nas zonas mais afetadas.

O caso é tão grave que os caçadores fundaram o Movimento Caçadores Mais Caça e têm reivindicado junto do Ministério da Agricultura medidas urgentes para resolver o problema.

CAÇADORES QUEREM PROIBIÇÃO DA CAÇA À ROLA BRAVA

Hoje começa oficialmente a época de caça às rolas, pombo bravo, pato-real, galeirão e galinha de água mas com preocupações para os caçadores. Segundo Hélder Ramos, presidente da Federação Portuguesa de Caçadores, que alerta desde 2012 para a redução drástica da Rola Brava,  a "extinção da espécie a nível ibérico"  é eminente.

A situação é de tal maneira grave que o representante dos caçadores defende a suspensão da caça a esta espécie e um estudo sobre o declínio da espécie a nível ibérico.

CAÇA MAIOR À MESA

Odemira vai promover uma semana gastronómica dedicada à Caça Maior, no final de agosto, entre 22 e 28 de agosto.

O objetivo é dar a conhecer o aproveitamento culinário das espécies mais representativas de Caça Maior existentes no concelho de Odemira (Beja), em especial o javali, mas também veado, lebre e perdiz.

A caça é uma atividade com grande importância em Odemira, uma área que apresenta boas condições cinegéticas. De tal modo tem também, desde há 5 anos, uma feira dedicada ao tema a Feira da Caça Maior – decorrerá a 3 e 4 de setembro, em S. Teotónio (Odemira).

CAÇA, PESCA E MUNDO RURAL, TUDO NUMA FEIRA

Trata-se da primeira edição da Feira da Caça, Pesca e Mundo Rural em Faro do Alentejo, Cuba (Alentejo) e é organizada pela Junta de Freguesia local, nos próximos dias 13, 14 e 15 de Novembro.

A promoção dos recursos cinegéticos, potencialidade da pesca desportiva em águas interiores e o património natural do Concelho de Cuba e da freguesia de Faro de Alentejo estarão em destaque.

SEMANA GASTRONÓMICA DA CAÇA MAIOR

Os sabores da caça são o prato principal, ao longo desta semana, no concelho de Odemira.