Está aqui

Alemanha

Há 30 anos, o povo derrubou o muro!

Se a bipolarização do mundo no pós-Segunda Guerra mundial se pudesse resumir a um símbolo, esse seria certamente o Muro de Berlim, "die Berliner mauer".

"Cresce junto, o que é para estar junto" disse Willy Brandt, ex-chanceler alemão, sobre os acontecimentos de 1989, o ano em que o muro que separou a cidade de Berlim em dois durante 28 anos - separando famílias e amigos - foi derrubado. Desse acontecimento passam hoje, 9 de novembro, 30 anos e foi um dos momentos mais importantes da história do século XX.

UMA CIDADE QUE GERA ENERGIA E… FELICIDADE

Parece título de um conto infantil ou uma história de uma daquelas cidades que eram publicitadas nos “fabulosos anos 20” nos Estados Unidos, mas é a realidade de agora, século XXI.

Existe uma cidade na Europa que recicla, gera energia, quase não tem carros e onde as pessoas vivem felizes.

Chama-se Vauban, fica quatro quilómetros a sul de Friburgo (no lado o lado ocidental da Floresta Negra) e foi desenhada para 5000 habitantes, e conta com 600 postos de trabalho.

Começou a ser construída em 1990, tendo por base uma antiga base militar francesa, e sob o conceito de ser sustentável.

UM TETO, TRÊS FÉS - O EXEMPLO ALEMÃO

Em Berlim está a ser projetada “A Casa de Um”, uma casa que será sinagoga, mesquita e igreja e onde judeus, muçulmanos e cristãos vão poder rezar.

A “Casa de Um”, um teto, um local, um templo, será partilhada como local confluente de diferentes fés em Berlim. Pelo menos assim o desejam um rabi, um imã e um pastor que estão a reunir fundos de modo a passar este projeto do papel à realidade.

O Correr dos dias | 19 fev “Mea culpa”

Jean-Claude Juncker, sucessor do português Durão Barroso como presidente da Comissão Europeia, disse hoje sobre a austeridade: "Insultámos a dignidade dos gregos, portugueses e irlandeses"

O ressurgir da Alemanha

A Chanceler alemã, Angela Merkel, acompanhada de François Hollande, encontraram-se com o presidente russo Vladimir Putin no dia 6 de fevereiro. Depois, no dia 9, encontrou-se com Barack Obama, presidente dos Estado Unidos. O tema principal foi a Ucrânia, mas o primeiro assunto a ser debatido com Obama, na conferência de imprensa pós-reunião, foi a Grécia. A Grécia e a Ucrânia não têm relação do ponto de vista americano. Mas aos olhos da Alemanha sim, porque são ambos indicadores do novo papel da Alemanha no mundo e do desconforto alemão em relação a esses problemas.

Jornal alemão incendiado esta manhã

O “Hamburguer Morgenpost”, um jornal alemão que publicou os cartoons do “Charlie Hebdo”, sofreu um atentado à bomba, esta manhã. 

De acordo com a polícia os incendiários terão partido os vidros primeiro atirando pedras e depois atiraram um engenho incendiário.

25 anos da queda do muro de Berlim – derrubemos os muros de hoje

No dia 9 de novembro de há 25 anos, o mundo estava colado à televisão. Quer por alegria, quer por medo, quer por um misto de ambas e outras tantas emoções, o derrube (a queda não; quedas damos sozinhos, o muro foi derrubado) do muro de Berlim deixava o mundo em suspenso e nada seria igual.

Guarda nazi julgado 70 anos depois

Johann Breyer seria só o nome de um emigrante alemão, com 89 anos, a viver nos EUA desde 1952, não fosse o fato de ter sido um guarda nazi em Auschwitz e que foi agora acusado de cumplicidade na morte de 216 mil judeus.

Não fugiu nem desapareceu, Breyer vive em Philadelphia, pacificamente e as únicas ameaças que faz é ao cão do vizinho. A sua identidade há muito que não é segredo para ninguém, nem mesmo para os caçadores de nazis (pessoas que procuram e reúnem informações sobre ex-nazis no sentido de os levar a tribunal).

 

O correr dos dias | 10 fev "E o vencedor é: Marcelo!"

Marcelo é, por agora, imbatível na corrida a Belém.