Política Nacional

AFINAL NÃO VAI HAVER PETRÓLEO ALENTEJANO

A Galp e a italiana ENI desistiram da prospeção de petróleo no Alentejo e o furo previsto para prospeção de petróleo no mar, ao largo de Sines (Beja), já não vai acontecer.

Esta novidade foi revelada hoje, sexta 29, durante a apresentação de resultados da Galp e vem no sentido oposto do revelado em março passado, pelo administrador da Galp Thore Kristiansen, em Londres, aquando da divulgação do plano estratégico da Galp para 2016-2020.

ÉVORA: CENTRO HISTÓRICO VAI MESMO PAGAR IMI

Câmara Municipal de Évora vai arrecadar cerca de um milhão de euros por ano. 

Voltou a polémica da cobrança de IMI nos centros históricos classificados pela Unesco, com as finanças a impôr cobrança de IMI aos proprietários, o que resulta num aumento de receitas da Câmara Municipal de Évora em mais de um milhão de euros por ano.

Estima-se que no centro histórico de Évora existam entre 4 a 5 mil imóveis e que representam cerca de 1 milhão de euros receita fiscal.

TURISMO DE PORTUGAL LANÇA NOVO ROTEIRO TURÍSTICO COM ELVAS E ÉVORA

Elvas, Évora, Lisboa e Sintra são as cidades património mundial em destaque no novo roteiro turístico do Turismo de Portugal, publicados em português, inglês e espanhol. Produzidos pelo Centro Nacional de Cultura, estes roteiros incluem mais de 350 fotografias e conteúdos que ilustram as novas experiências turísticas e que visam atrair mais turistas, convidado-os a descobrir estas cidades históricas.

ELVAS QUER BARCOS NA BARRAGEM DO CAIA

O município de Elvas, aliado aos municípios de Arronches e Campo Maior, está a negociar com o Ministério do Ambiente a alteração da legislação que impede a navegação de recreio naquela que é a maior albufeira do distrito de Portalegre.

Para estes municípios trata-se da oportunidade de tirar partido, em termos turísticos, da Barragem do Caia, atraindo mais turistas e dinamizando a economia local.

Imagem de capa daqui.

TURISMO DO ALENTEJO QUER FAZER POSTAIS CONSIGO

Foi batizada de “Desligue. Regresse aos Postais no Alentejo” a nova campanha do Turismo do Alentejo/Ribatejo e que vai começar na quinta-feira, nas praias do litoral alentejano.

Presente nas principais praias do litoral alentejano, esta campanha vai tirar fotografias – impressas no momento num postal com a assinatura do Turismo do Alentejo/Ribatejo - a quem escolheu o Alentejo como destino de férias e enviá-las a familiares e amigos, e entregue aos turistas que só terão que colocá-la no correio para o destinatário que desejem.

PORTUGAL MAIS PRÓXIMO DE MARROCOS

Amanhã, segunda 25, vai realizar-se o workshop “Portugal - Marrocos, os Caminhos da Cooperação no Mediterrâneo” - promovido pela Universidade de Évora - com a presença do Ministro do Ensino Superior, Investigação Científica e Formação de Quadros de Marrocos, Lahcen Daoudi e da Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Maria Fernanda Rollo.

O objetivo é reforçar a cooperação bilateral nos domínios do ensino superior, investigação e inovação.

ALENTEJO: TODA A GENTE QUER FAZER VINHO

Todos os anos os agricultores que pretendem ser viticultores devem submeter-se à aprovação do Instituto da Vinha e do Vinho.

Este ano, a vontade de produzir uvas no Alentejo excedeu a oferta – em área - que o Instituto da Vinha e do Vinho disponibilizava, para a região, em oito vezes; para os 100 hectares disponíveis para nova vinha, foram recebidas intenções de plantação superiores a 800 hectares

CANAL DO PANAMÁ ENCAMINHA MAIS 200 NAVIOS PARA SINES

O Canal do Panamá vai trazer mais 200 navios para Sines, segundo avança o jornal "O Público" na sua edição de ontem.

SANTANA LOPES DEFENDE LIGAÇÃO DE SINES A FERREIRA DO ALENTEJO

Num artigo de opinião publicado ontem (21 de Julho) no Jornal de Negócios, Pedro Santana Lopes considera incompreensível o atraso na conclusão da autoestrada que lida Sines a Ferreira do Alentejo. Para Pedro Santana Lopes Sines constitui hoje em dia um extraordinário activo de Portugal. O seu porto, com o seu terminal de contentores, assume cada vez mais importância no tráfego de mercadorias e conseguiu já ultrapassar em movimento de toneladas o porto de Barcelona, sendo o terceiro da Península Ibérica, depois de Valência e Algeciras.

ALQUEVA AUMENTA CAPITAL SOCIAL PARA 40 MILHÕES

A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), gestora da barragem do Alqueva, que pertence integralmente ao Estado, voltou a reforçar o seu capital. O aumento de capital de 12.870.475,00 euros foi decidido neste mês “por deliberação social unânime”. Segundo o site da CMVM, é a quarta vez este ano que o capital da EDIA é reforçado. No total, o capital da empresa recebeu 40,96 milhões de euros.

Imagem de capa daqui.

Páginas