Está aqui

Curiosidades

População enfeita Santiago do Cacém para o Natal

A população do Concelho de  Santiago do Cacém deu as mãos para criar as decorações de Natal que este ano vão enfeitar as ruas do Concelho.

O desafio foi lançado pelo município, através da iniciativa “O Natal nas nossas mãos”, que envolveu todas as gerações, utilizando sacos de plástico e a técnica do croché, para a criação de rosetas que agora cobrem as árvores de Natal que vão ser espalhadas pelo Concelho. Imagine-se que cada uma daquelas rosetas leva cerca de 40 minutos a fazer.

O Alentejo continua a perder população

O Alentejo continua a perder população. Se já desconfiava desta situação, as estatísticas demográficas do Instituto Nacional de Estatística (INE), e que foram divulgadas ontem, sexta-feira, vêm confirmar a suas suspeitas.

O Alentejo é mesmo a região portuguesa que maior perda de população sofreu em 2018, só a Área Metropolitana de Lisboa viu a sua população aumentar ligeiramente.

A nível nacional, o país segue a tendência de decréscimo dos últimos oito anos e tem menos 14 mil do que em 2017, um total de 10.276.617.

 

Imagem de stavgorod.ru

Santo André angaria bens para centro de apoio a animais selvagens

Já ouviu falar do CRASSA? Trata-se de um dos três centros de recuperação que integram a rede nacional de centros sob tutela do Instituto da Conservação da Natureza. O CRASSA é o Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Santo André e os outros dois são o Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Montejunto (CRASM) e o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens da Quercus, em Castelo Branco (CERAS).

Alcácer do Sal decorada para o natal vista a partir do rio

Há locais que se tornam um presépio natural na época natalícia e Alcácer do Sal é, sem dúvida, um deles. Para se admirar a beleza da cidade iluminada por mil cores, como um postal de Natal real, pelo segundo ano consecutivo o Município de Alcácer do Sal irá promover os passeios “Natal no Sado”, a bordo do galeão Pinto Luísa.

Com ponto de encontro no cais da margem sul, os passeios terão a duração de cerca de 60 minutos, ao som de músicas de Natal e enquanto o participante se delicia com uma bebida quente e bolachinhas alusivas à época. 

Alentejo Litoral com festa da batata doce

A batata doce tem uma festa própria e acontecerá nos dias 16 e 17 de novembro, sábado e domingo, na Carrasqueira.

Esta localidade - do concelho de Alcácer do Sal – é conhecida pelas magníficas fotos que se tiram no seu cais palafítico e convida-o a provar e descobrir pratos com base neste tubérculo originário da América Central, e com uma enorme riqueza nutricional e inúmeros benefícios para a saúde.

A Festa Mundial da Animação distinguiu alunos de Portalegre

Foi a curta-metragem "Ode à infância" que permitiu a João Monteiro e Luís Vital vencer o Prémio do Público na 8ª Festa Mundial de Animação.

Troia demonstra que Romanos foram os primeiros a esgotar as quotas de pesca da sardinha

Sabiam que os Romanos foram os primeiros a esgotar as quotas de pesca da sardinha? Parecendo um problema atual a verdade é que já nos tempos do Império Romano as quotas de pesca de sardinha eram uma questão sensível. Para falar sobre esta e outras curiosidades nada como aproveitar a feira ObservaNatura e fazer uma visita guiada gratuita às Ruinas Romanas de Troia, descobrindo estas e outras histórias contadas pela equipa de arqueologia que estará a organizar a iniciativa.

Portalegre celebra meio século da chegada do Homem à Lua

O Instituto Politécnico de Portalegre celebra amanhã os 50 anos sobre a chegada do Homem à Lua com a conferência do Professor de Física da UNiversidade de Coimbra Carlos Fiolhais,“Apollo 11 – Meio século sobre a chegada do Homem à Lua” e com um concerto único das Percussões da Metropolitana.

A iniciativa começa às 16h30, no Auditório Francisco Tomatas - Campus Politécnico (Instituto Politécnico de Portalegre) e a entrada é livre.

Sousel vai recuperar órgão de Oldovino com cerca de 270 anos

O órgão de Oldovino, de 1751, da paróquia do Cano, no concelho de Sousel está sofrer uma intervenção profunda de restauro, promovida pela arquidiocese de Évora e a paróquia do Cano.

O magnífico órgão de tubos, que está em avançado estado de degradação, foi encomendado a Pascoal Caetano Oldovino, em 1751, para o Convento do Salvador de Évora, mas com a extinção das ordens religiosas em 1834, este órgão de tubos foi entregue ao arcebispado, que em 1887 o cedeu à igreja do Cano.

Páginas