Está aqui

Curiosidades

Festival de jatos de guerra da NATO "rasga" céus de Beja e espera 100 mil espetadores

Beja vai receber em maio um festival aéreo que conta com mais de 100 jatos de guerra e 3000 militares de 16 países aliados, com uma previsão de 100 mil espetadores, a 17 de maio. Falamos do Nato Tiger Meet de 2020, que celebra ao mesmo tempo 0 68º aniversário da Força Aérea Portuguesa.

Escola de Música alentejana vai dar formação musical em Madrid

A Escola Municipal de Música de Santiago do Cacém foi convidada pela Fundacion Música Creativa para uma jornada de formação musical em Madrid. Em representação da Escola estará o professor Fernando Malão que irá dirigir a ação de formação, que decorre entre os dias 28 de fevereiro e um de março, destinada a crianças com necessidades educativas especiais e profissionais de educação musical.

E 5 anos depois voltam as Festas do Povo a Campo Maior

Passados 5 anos da última edição, o ano de 2020, traz de volta as tradicionais “Festas do Povo” a Campo Maior”! A data formal vai ser anunciada no próximo dia 1 de março pela autarquia em conferência de imprensa.

A festa, que decorre previsivelmente no final de agosto e princípio de setembro, tem já 60 ruas da pitoresca vila alentejana com as suas participações confirmadas.

Este alentejano faz hoje 53 anos

É um dos rostos mais assíduos da ficção nacional e também um ícone de beleza entre os homens da sua geração. Falamos de Paulo Pires, o actor nascido em Beja e que soma já um conjunto de sucessos na televisão como 'Meu Amor', ' Belmonte', 'A Única Mulher' ou  'A Prisioneira' e mais recentemente e ainda por estrear a White Lines, na Netflix.

Moura lança percurso temático da água “Do Castello até Pisões" no Dia Internacional da Mulher

A inauguração do  Percurso Temático da Água “Do Castello até Pisões” em Moura vai ser feita no âmbito nas comemorações do Dia Internacional da Mulher, que decorrem naquele concelho alentejano entre 8 e 10 de março.

O percurso, que vai ser feito pela primeira vez no dia 8 de março, tem grau de dificuldade fácil, com cerca de 3km, e revisita a história da marca Água Castello e a sua ligação à cidade de Moura.

Cuba espera hoje mais de mil foliões no seu Corso de Carnaval

Fechadas as inscrições no passado dia 18, a vila de Cuba espera agora mais de mil participantes para o Corso Carnavalesco que se realiza hoje, 25 de fevereiro, a partir das 15h00, com “as Mil e Uma Noites” como tema central.

No total, são esperadas dezenas de carros alegóricos e mais de mil foliões em desfile, com 70 grupos inscritos para participar na festa de Carnaval que é já uma referência na região.

Entrudanças, um carnaval no Alentejo, sem paralelo no mundo

Há tradições remotas que persistem tanto tempo que vamos esquecendo o que esteve na sua origem.

Um exemplo é o Carnaval ou o mais ancestral Entrudo, uma tradição hoje estranha à religião mas que surgiu pela religião, enquanto celebração popular e que acontecia nos três primeiro dias antes da Quaresma.

Tragédias e dramas do povo nas Brincas de Évora, em exposição até junho

 As Brincas são uma forma de teatro tradicional que sobrevive em comunidades rurais de Évora que as têm como marca identitária. Diferenciam-se de outras práticas teatrais tradicionais pela renovação e criação de textos dramatúrgicos. Anualmente cada grupo decide se representa um texto que já está na sua posse (e que já foi representado no passado do grupo) ou se encomenda uma nova peça a um dramaturgo local.

Humana recolheu no Alentejo mais de 202 toneladas de roupa usada

A Humana Portugal, associação sem fins lucrativos, recolheu mais de 202 toneladas de têxtil usado no Alentejo em 2019. Este valor corresponde a cerca de 456 mil peças de roupa que têm uma segunda vida graças à reutilização e à reciclagem.

As Sortes de Cabeção, quem sabe o que são?

Uma velha tradição, que nasceu mais ou menos pela mesma altura em que foi criado o serviço militar obrigatório, punha os jovens mancebos de Cabeção, em Mora, a desfilar pela vila, atraindo a atenção para si com pandeiretas enfeitadas de cetim e um acordeão, à espera que lhes calhasse a melhor "sorte". Dois ou mais deles transportavam uma vara, onde eram penduradas as tais "sortes".

Este ritual acontecia sempre por alturas do carnaval, entre a sexta e a quarta-feira seguinte e podia durar o dia inteiro.

Páginas