26 Fevereiro 2015      11:21

Está aqui

Síndrome Metabólica: Projeto pioneiro arrancou na Universidade Sénior de Évora

 

Um grupo de estudantes da Escola Superior de Enfermagem São João de Deus (ESESJD) da Universidade de Évora liderado pela professora Ana Frias dirigiu-se ontem à Universidade Sénior de Évora para uma sessão sobre a Síndrome Metabólica.

Verifica-se atualmente um crescimento  epidémico da síndrome metabólica em todo o mundo. Estudos realizados apontam para uma prevalência elevada desta síndrome em Portugal de 27,5%. A Síndrome Metabólica engloba 4 fatores de risco importantes: hipertensão, obesidade, diabetes e colesterol e triglicerídeos elevados. A ESESJD da Universidade de Évora e a Universidade de Viçosa no Brasil (representada pelo professor Adelson Tinoco) estão neste momento a desenvolver uma parceria num projecto Pós-Doutoramento que visa o estudo do envelhecimento tentando perceber qual o número de pessoas no Alentejo com esta síndrome e os fatores a ela associados.

Segundo a Professora Ana Frias, docente na ESESJD da Universidade de Évora e coordenadora do projeto a etapa de hoje constitui a primeira fase do projeto. “O dia de hoje consiste em fazer uma pequena palestra  sobre a importância da prevenção da Síndrome Metabólica no âmbito da vertente da educação para a saúde um dos pilares do projeto que visa tornar os idosos responsáveis na sua saúde. Pretendemos, ainda, realizar avaliação dos valores que contribuem para esta síndrome, nomeadamente avaliação da tensão arterial, glicémia, colesterol, medição do perímetro abdominal e peso” disse Ana Frias em declarações ao Tribuna Alentejo. A coordenadora acrescenta ainda que “iremos posteriormente visitar alguns lares e centros de dia não só em Évora mas também em Arraiolos, sendo nosso objetivo alargar o projeto a pelo menos todo o distrito de Évora”.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.