9 Setembro 2015      15:20

Está aqui

SÃO PRECISOS TOMATES

Sabe porquê?

Porque o tomate tem licopeno, um carotenoide com propriedades antioxidantes naturais e que protege as células do stress oxidante produzido pelos radicais associados ao desenvolvimento da maior parte das doenças cardiovasculares, do cancro, da imunidade e do envelhecimento prematuro.

O que é que isto quer dizer? Quer dizer que, e segundo um recente estudo prospetivo e cujos resultados foram publicados na revista da especialidade “Neurology”, levado a efeito por cientistas da Universidade da Finlândia Oriental, o tomate pode reduzir em 59% o risco de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Não conseguiram identificar com exatidão que componentes do tomate proporcionam esta proteção, embora a última investigação aponte o licopeno – um antioxidante 10 vezes mais forte que a vitamina E - como o grande responsável, uma vez que conta com propriedades vasodilatadoras que protegem da hipertensão arterial, previnem a formação de coágulos, reduz a produção de colesterol e, em consequência reduz o risco de AVC.

O estudo seguiu durante 12 anos um total de 1031 homens com idades entre os 46 e os 56 anos. Depois de ajustar os dados obtidos segundo alguma variáveis (idade, ano de examinação, pressão arterial sistólica, tabagismo, colesterol etc.) os especialistas concluíram que os homens com altas concentrações de licopeno (258 pessoas) tinham 59% menos de risco de sofrer um AVC e 55% menos de risco de sofrer qualquer outro acidente cerebrovascular quando comparados com indivíduos com pouco licopeno no sangue (259 pessoas).  

Este estudo permitiu ainda concluir que não existe qualquer relação entre outros antioxidantes analisados - alfa-caroteno, betacaroteno, alfa-tocoferol ou o retinol - e o risco de AVC, pois 67 dos indivíduos, 6% dos casos estudados, sofreram AVC ao longo do estudo e que em mais de metade dos casos foram de índole isquémico.

Neste mesmo sentido vai uma outra investigação de cientistas da Universidade de Cambridge e que concluiu que tomar diariamente 7 miligramas de licopeno melhora a função endotelial em pacientes com doenças cardiovasculares.

Os resultados não são claros em pacientes sãos, mas nos pacientes estudados e que tinham doenças coronárias e a função endotelial alterada observaram-se melhorias de 53% na vasodilatação dependente do endotélio o que demonstra os benefícios do licopeno.

Ter uma boa alimentação – a dieta mediterrânica é rica em tomate – é a melhor forma de proteger o corpo e preservar a saúde. Segundo a FEC – Fundação Espanhola do Coração – devem seguir-se à risca os guias nutricionais e consumir 5 peças de fruta e verduras diariamente pois assim estará a ingerir 3 a 7 miligramas de licopeno, também presente nos pimentos, morangos, melancia, cerejas ou papaias.

 

Fonte aqui

Imagem daqui

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.