Está aqui

Artigos publicados

SERPA COM DOIS NOVOS CENTROS DE COMPETÊNCIA NA AGRICULTURA

A cerimónia da criação do Centro de Competências da Agricultura Biológica e dos Produtos no Modo de Produção Biológico em Serpa decorreu durante a Feira do Queijo do Alentejo, este fim de semana, na presença de Amândio Torres, Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural,

Também foi formalizado o Centro de Competências das Plantas Aromáticas, Medicinais e Condimentares e que pretende impulsionar a fileira das plantas aromáticas, medicinais e condimentares em Portugal como um sector inovador, competitivo e com níveis de excelência e de referência mundial.

ÉVORA METALEIRA

A 3 e 4 de março Évora vai ser mais metaleira; vem aí a 6ª edição do “Évora Metal Fest”, a primeira que aposta na internacionalização do festival, recebendo três bandas estrangeiras.

No entanto, os nomes de maior destaque são os portugueses Filii Nigrantium Infernalium e os eborenses Process Of Guilt.

ALENTEJO JÁ TEM UM MUSEU NACIONAL

O Conselho Nacional de Cultura já aprovou as propostas do Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, e que pretendia que os Museus de Évora e de Conímbriga ganhassem o estatuto de museus nacionais.

No caso do Museu de Évora, passará a ter a designação de Museu Frei Manuel do Cenáculo, o fundador e arcebispo de Évora (1724-1815) e torna-se também no primeiro Museu Nacional a sul do rio Tejo.

PORTUGUESES PREFEREM O VINHO ALENTEJANO

O interesse dos portugueses por vinho foi monitorizado por uma plataforma on-line - O KuantoKusta Supermercados – e que permitiu, no mês passado, pesquisar e comparar preços de mais de 84 mil produtos de 11 supermercados, sendo que, no que a vinhos diz respeito, os tintos do Alentejo lideram as preferências dos portugueses – como revela artigo da Dinheiro Vivo.

O vinho do Alentejo lidera assim as preferências dos portugueses, no vinho tinto, com 77%. Das escolhas, seguido pelo Douro, Península de Setúbal e Lisboa.

4,5 M/€ PARA MELHORAR SINALIZAÇÃO NAS ESTRADAS

A empresa pública IP - Infraestruturas de Portugal prevê investir um total 4,5 milhões de euros, este ano, para melhorar, repor e reformular a sinalização horizontal da rede rodoviária nacional.

A IP está organizada em Centros Operacionais; no caso do sul, esta divisão junta os distritos alentejanos – Portalegre, Évora e Beja – com Leiria, Santarém e Faro e prevê, para esta área,  um investimento de 1.420 M/€.

A Infraestruturas de Portugal realiza regularmente a inspeção às condições de conservação da rede rodoviária sob sua jurisdição direta.

HÁ CINEMA EM ÉVORA

E é já no dia 1 de março que, na SOIR Joaquim António de Aguiar vai exibir, pelas 21:30h, “A Toca do Lobo” de Catarina Mourão.

GRUPO PESTANA RECRUTA NO ALENTEJO

O grupo Pestana Hotel, reconhecido na na área hoteleira e turística e detentor das Pousadas de Portugal,  vai realizar ações de recrutamento para os profissionais de hotelaria.

Pretende preencher-se vagas para cozinha, housekeeping, restaurante, bar e pastelaria, e outras, num total de mais de 300 vagas.

As vagas em aberto serão para as unidades Pestana Hotels & Resorts e Pousadas de Portugal no Alentejo, e em Lisboa e Algarve, mas também no Centro, Norte e até na Madeira.

ZAMBUJO TRAZ O CHICO A BEJA

O consagrado músico alentejano, António Zambujo, regressa a casa, no dia 4 de março, pelas 21:30h, para atuar no Pax Julia – Teatro Municipal de Beja, onde apresentará o seu disco de homenagem ao cantor brasileiro, Chico Buarque.

Quando começou a preparar o disco, António zambujo tinha quase cem canções e foi reduzindo até às 16 que compõem “Até Pensei Que Fosse Minha” e no qual participaram Carminho e Roberta Sá e o próprio Chico Buarque. O disco já é de platina em Portugal.

 

Imagem de blitz.sapo.pt

UMA APOSTA NA ENERGIA SOLAR ALENTEJANA

É vontade do Governo que a REN – Redes Energéticas Nacionais, prepare os investimentos relacionados com a Energia Solar no Alentejo e Algarve de modo a que a infraestrutura esteja preparada para o promover e receber investimento estrangeiro.

Aliás, alguns investidores já manifestaram interesse em desenvolver projetos, nesta área, no Baixo Alentejo e Algarve.

NÃO HÁ REUMATOLOGISTAS NO ALENTEJO HÁ 4 ANOS

As doenças reumáticas afetam mais de metade da população portuguesa; são mesmo uma a principal razão de invalidez em Portugal, no entanto, há quatro anos que não há médicos reumatologistas no Alentejo.

A situação não é exclusiva da região e o problema também afeta alguns hospitais dos grandes centros urbanos. Quem o disse foi o presidente da Sociedade Portuguesa de Reumatologia, Canas da Silva, em declarações à Lusa, num encontro de especialistas nacionais e estrangeiros sobre reumatologia que decorreu, esta semana, na Assembleia da República.

Páginas