Está aqui

Sociedade

TINHA A MANIA DOS VERBOS

O marafado do gaiato era esperto e ligeiro como as cobras. Andava sempre à cata de conseguir saber mais e de fazer melhor. O marafado do moço, ou o moço marafado, era da cidade. Tinha a esperteza e a sageza de quem convive há muito com o desenrascanço. Podia ter-lhe dado para pior, podia não saber muito na escola. Mas tinha a escola da vida.

ELVAS: PSP QUER COLOCAR POPULAÇÃO A ANDAR DE BICICLETA OU A CAMINHAR

Para marcar o 139.º aniversário do Comando Distrital de Portalegre da PSP, ano domingo, 4 de junho, vai poder participar num passeio de BTT de 25 quilómetros ou numa caminhada, de 5 quilómetros, ao lado da PSP.

Ambos os eventos têm um carácter solidário, as receitas servirão para comprar alimentos e outros bens essenciais para serem distribuídos por idosos carenciados da cidade de Elvas.

Com o ponto de encontro - às 9 horas - junto do Museu Militar de Elvas, vai poder ainda participar num almoço convívio.

MILHARES DE ALENTEJANOS PODEM SER AFETADOS POR ACIDENTE NUCLEAR

Cerca de 800 mil portugueses, em grande parte norte-alentejanos, podem ser afetados por um possível a acidente nuclear que ocorra na central espanhola de Almaraz, revelou a associação ambientalista Quercus.

Caso aconteça um acidente na Central espanhola onde têm existido alguns problemas de segurança, num espaço de 12 horas após uma explosão a nuvem radioativa entraria em território português, como revela uma simulação do exército português, de 2010, feita pelo Elemento de Defesa Biológico, Químico e Radiológico do Comando das Forças Terrestres e divulgada pela Rádio Renascença.

A ALBARDA

Aquilo era uma cidade cosmopolita, cheia de gente em movimento, lojas e lojas, umas grandes e grandiosas, outras pequenas e gourmet. Aquilo era uma cidade em movimento, um não parar de gente que sempre apressada, nunca parecia contente.

ALJUSTREL TEM UMA AGENDA PARA O INTERIOR

A 18 e 19 de maio, em Aljustrel, realizar-se-ão as Conferências de Aljustrel – 2017 com o lema “Cidadania, Inovação e Território”, o foco principal será “Uma agenda para o interior” com base em contributos nas áreas da “Inovação da base económica”, da “Atratividade territorial” e das “Abordagens, redes e participação”.

Como participantes estão já confirmados nomes como o economista Brandão Alves, economista; Oliveira das Neves, principal avaliador de programas de desenvolvimento local territorial, e Álvaro Cidrais, geógrafo que alia investigação com intervenção territorial. 

REVISTAS

A Dona Giralda apressou-se a sair de casa naquele dia. Bem, naquele dia e todas as semanas no mesmo dia, à mesma hora. A Dona Giralda, filha do Senhor Giraldo, senhorio de muitas casas na vila, mas já falecido há muito anos, era uma senhora que, sem nunca ter casado e sem filhos, vivia sozinha no casarão, com a ajuda da Dona Rosário que sempre a acompanhara toda a vida, como governanta da casa.

NINGUÉM PODE SER DEIXADO PARA TRÁS

Há poucos dias foi promovida uma iniciativa na Assembleia da República pela Plataforma Portuguesa das ONGD.

Este seminário teve como objetivo dar a conhecer as principais recomendações recolhidas no Processo de Consulta Pública à Sociedade Civil.

Ao estarmos perante uma iniciativa de cidadania (de baixo para cima) torna-a mais relevante e mais objetiva. Enriquece ainda mais o debate.

Muitos contributos da sociedade civil dão força à discussão. As pessoas querem ser ouvidas. As pessoas têm que ser ouvidas.

DEVENDRA E O REJUBILAR DA CONSCIÊNCIA

A todo o ser humano apto, i.e., ciente da sua funcionalidade, compete (e desde muito cedo) encontrar um caminho para a necessária distanciação que lhe permita sobreviver, num mundo onde quase tudo em quase todos os momentos o pode matar, com mais ou menos sobressaltos (consoante a parte do planeta onde lhe tenha cabido nascer). O caçador-recolector demasiado consciente da morte de que nunca verdadeiramente nos libertámos enquanto espécie.

FILOSOFIA DAS COISAS

Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Duas coisas nunca são iguais e a filosofia vai muito mais além. Bem, será porventura errado falar em coisa. É vago e disperso. Há nas coisas, a que é uma e a que é a outra, uma utilidade subjacente. Tudo isto se concretiza num grande saco de penas, uma almofada.

CONGRESSO INTERNACIONAL DE REDES SOCIAIS EM ÉVORA

O CIReS, o 1º Congresso Internacional de Redes Sociais vai acontecer a 1 e 2 de junho, em Évora.

O objetivo dos organizadores - o Pólo da Universidade de Évora da CICS.NOVA - é juntar no mesmo espaço investigadores, técnicos e especialistas que desenvolvam a sua atividade no quadro das redes sociais, quer no seu estudo, quer no desenho e concretização de projetos de intervenção social e organizacional.

Reunir-se-ão profissionais de vários cantos do mundo de modo a que a troca de experiências seja ainda mais variada.

Páginas